Fluminense vence o Atlético-PR e segue vivo na luta contra o rebaixamento

Faltando três rodadas, o Fluminense chegou a 39 pontos e passou a ficar a apenas dois do Botafogo

O Fluminense segue vivo e na luta contra o rebaixamento. Aos poucos, o time carioca parece deixar a UTI e ganhar esperança de se salvar no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o Tricolor venceu a quarta partida seguida na competição ao superar o Atlético-PR por 2 a 1, no Maracanã, gols de Fred e Maicon. Marcelo descontou para os paranaenses

Faltando três rodadas, o Fluminense chegou a 39 pontos e passou a ficar a apenas dois do Botafogo, que está em 16º lugar. No próximo fim de semana, o Tricolor pode, finalmente, deixar a zona de rebaixamento. O clube está desde a décima rodada entre os últimos quatro colocados na classificação. No domingo, o time carioca enfrenta o Sport, na Ilha do Retiro, em Recife, às 17h. Já o Alvinegro enfrenta, em casa, o líder São Paulo.

O Atlético-PR permanece com 43 pontos e se aproxima perigosamente da zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o time paranaense encara o Cruzeiro em casa, no sábado, às 19h30m.

Com a vitória deste domingo, o Fluminense completa 11 jogos sem perder. O último tropeço ocorreu no dia 4 de outubro para o Flamengo (0 a 2). Desde a chegada de Cuca, o Tricolor fez 18 partidas, com nove vitórias, sete empates e só duas derrotas.

Antes da partida, o ex-atacante Washington entrou em campo ao lado do amigo e ex-companheiro Assis para agradecer aos torcedores pelo apoio ao "Washington Day", o movimento organizado pelo clube carioca para ajudá-lo financeiramente a combater uma rara doença degenerativa conhecida como ELA - Esclerose Lateral Amiotrófica -, que afeta o sistema motor do organismo. Sentado em uma cadeira de rodas, o eterno ídolo tricolor se emocionou com os gritos de "tricampeão", uma referência aos títulos cariocas vencidos por Washington com o clube.

Fred deixa o Tricolor na frente

Jogo começou nervoso, com os dois times evitando se lançar para o ataque e se arriscar. Muitos passes errados, faltas no meio-campo. O jogo estava truncado. Até que aos 17 minutos, na primeira chance, o Fluminense abriu o placar.

Conca deu ótimo passe pela esquerda para Maicon, que driblou Rhodolfo na área e tocou para Fred. O atacante chegou de carrinho para escorar para o fundo do gol. Fluminense 1 a 0 para a alegria do torcedor no Maracanã. Foi o décimo gol do artilheiro em dez partidas desde a sua volta ao time.

O jogo, então, ficou mais aberto com o Atlético-PR buscando o empate. As principais jogadas de ataque do time paranaense passavam pelos pés de Paulo Baier. E por duas vezes o goleiro Rafael salvou o Fluminense. Primeiro em um desvio de calcanhar de Nei. O goleiro tricolor espalmou para escanteio. Dois minutos depois, em novo cruzamento para a área, Wallyson pega de primeira e Rafael espalma no canto direito.

A resposta carioca veio aos 31 minutos. Falta pela esquerda. Conca cobrou e após confusão na área, a bola sobrou para Maicon. O atacante, então, tentou uma linda meia bicicleta. O goleiro Galatto defendeu no susto e a bola saiu para escanteio. Foi a última grande chance do primeiro tempo, que teve apenas sete chutes a gol - quatro para o Atlético-PR e três para o Fluminense.

Para o segundo tempo, o técnico Antônio Lopes resolveu colocar o atacante Alex Mineiro no time no lugar de Everton. Com isso, o Atlético-PR deixou de jogar com três zagueiros e passou a atuar no 4-3-3.

A partida recomeçou movimentada. Wallyson recebeu um bom passe na área e chutou com perigo para fora. O Fluminense teve a chance de ampliar em seguida. Diguinho tocou para Maicon na área, mas o atacante bateu mal.

A torcida tricolor passou um grande susto aos 17 minutos. Alex Sandro fez boa jogada pela esquerda e tocou para Alex Mineiro, que estava livre na entrada da área. O atacante dominou e teve tempo para escolher com calma o canto para chutar. Por sorte, a bola foi para fora.

Mas o sofrimento tricolor terminaria no minuto seguinte. Conca deu ótimo passe para Maicon, que deu um toque de categoria por cima do goleiro Galatto. O zagueiro Rhodolfo não conseguiu evitar o segundo gol. Alívio no Maracanã. Fluminense 2 a 0.

Aos 31 minutos, Fred perdeu uma ótima chance de fazer o terceiro gol. Após passe de Diguinho, o atacante ficou cara a cara com Galatto. Mas o artilheiro chutou rasteiro e o goleiro defendeu.

O Atlético-PR diminuiu aos 38 minutos. Alex Mineiro fez boa jogada na área e tocou para Marcelo, que chutou forte rasteiro no canto direito de Rafael. O goleiro tricolor nem se moveu.

Nos últimos minutos, o Fluminense sofreu uma pequena pressão do time paranaense em busca do empate. Todos os reservas ficaram em pé pedindo o fim da partida. Mas o Atlético-PR insistiu nas bolas cruzadas na área facilitando o trabalho do goleiro Rafael.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com