Fora do UFC 200, Conor McGregor perde bolsa de R$ 37 milhões

Ultimate teria oferecido estrutura especial para lutador

A novela Conor McGregor e UFC 200 continua. Enquanto o Ultimate ainda não se pronunciou oficialmente sobre o comunicado emitido pelo lutador nesta quinta-feira (21), no qual ele alega que aceitaria lutar no evento se as suas obrigações com a imprensa fossem revistas, o site americano "TMZ" revelou que o irlandês receberia uma bolsa de US$ 10 milhões (ou R$ 37 milhões) para fazer a sua revanche contra Nate Diaz no dia 9 de julho.

Ainda segundo a publicação, a organização estaria disposta a "mover montanhas" para que os treinos de Conor não fossem prejudicados por conta da viagem, mesmo faltando mais de dois meses para o evento. Prova disso é que o UFC teria oferecido um jatinho particular de luxo para que o lutador viajasse para os EUA, além de estrutura especial para acomodar e transportar todo o material e equipe necessários para que Conor pudesse continuar treinando em alto nível durante os seus compromissos com a imprensa.

Ainda assim, o campeão peso-pena teria se recusado a participar da coletiva de imprensa, marcada para esta sexta-feira em Las Vegas. Por conta disso, o presidente da companhia, Dana White, decidiu retirá-lo da luta principal do card histórico - atitude que teria deixado o irlandês chocado.

Na madrugada desta quinta-feira, McGregor voltou às redes sociais dando um ultimato ao UFC:

"As minhas contas estão pagas. Já fiz a minha grana e dominei o jogo. #suavez", escreveu o "Notório".

Enquanto isso, a coletiva de imprensa de lançamento do UFC 200 continua programada para esta sexta-feira, a partir das 16h (horário de Brasília).

Conor McGregor (Crédito: Reprodução)
Conor McGregor (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do GloboEsporte.com