Funcionário do Fla acusado de pedofilia

Funcionário deverá ser afastado até o fim das investigações

A presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, afastou no início da noite de hoje, de forma preventiva, o alto funcionário do clube acusado de pedofilia. A dirigente se reuniu com o departamento jurídico rubro-negro, que a aconselhou a tomar a medida. O funcionário deverá ser afastado até o fim das investigações. Se inocentado, deverá retomar as atividades. Se for considerado culpado, será demitido do clube.

Confira a íntegra da nota oficial divulgada pelo Flamengo

Diante dos fatos veiculados na mídia e da instauração de uma investigação policial com vistas a apurar o suposto envolvimento de dirigente do clube em fatos relacionados à pedofilia, o Clube de Regatas do Flamengo vem tecer os seguintes esclarecimentos:

1 - A pessoa supostamente envolvida não é dirigente, tampouco diretor da entidade, mas seu funcionário;

2 - Se eventualmente sucedeu o fato relatado, o mesmo se deu fora das dependências do clube;

3 - A diretoria do Flamengo tem todo o interesse na apuração cabal dos fatos e já determinou, preventivamente, o afastamento do funcionário, entendendo, entretanto, deva ele ser destinatário de tratamento digno e consentâneo com o Princípio constitucional da presunção de inocência.

4-Está sendo nomeada comissão composta de pessoas de reputação ilibada para, em conjunto com o Vice-Presidente jurídico do Clube, recomendar a Presidente quanto aos procedimentos a serem adotados. Eis os integrantes da comissão:

Siro Darlan - Desembargador e ex Juiz de menores

Marcelo Antero ? Desembargador do Trabalho

José Saba - Juiz do TrabalhoCarlos Eduardo Machado, advogado criminal

Theophilo Miguel ? Juiz Federal

Fonte: g1, www.g1.com.br