Globo e Record brigam devido credenciamento para Londres-2012

A Globo informou nesta terça que a Record quer ceder menos credenciais do que ela, Globo, ofereceu a todos os veículos em Pequim 2008.

A Rede Globo afirma que a Record está dando menos credenciais que o necessário para seus profissionais trabalharem na Olimpiada de Londres. A Globo informou nesta terça que a Record quer ceder menos credenciais do que ela, Globo, ofereceu a todos os veículos em Pequim 2008. A emissora diz que isso pode prejudicar a cobertura de seus canais pagos.



A Globo tem três SporTV atualmente, mas esse número pode crescer (temporariamente) por causa dos jogos de Londres.

Pela primeira vez, a Record é detentora exclusiva da transmissão de uma Olimpíada, e é ela que vai ceder às TVs concorrentes tudo relacionado ao evento: das imagens das competições às carteirinhas de imprensa.

"É notável o crescimento da TV fechada nos últimos anos e, mesmo assim, a cobertura terá que ser mais restrita por conta disso, diz a Globo sobre a "avareza" da Record, após ser questionada se fez queixa no Comitê Olímpico Internacional (COI) a respeito -- informação publicada no fim de semana pela coluna "Radar", de Lauro Jardim.

Segundo a Globo, a reivindicação por mais credenciais não é só dos canais SporTV, mas de ESPN e Bandsports também. Cabe lembrar que a Record, no passado, também se queixou do mesmo em relação à Globo, em eventos esportivos exclusivos.

Procurada, a direção de Comunicação da Record informou que o tratamento dado às concorrentes é exatamente o mesmo dado por outras emissoras detentoras de eventos exclusivos (no passado).

"A Record disponibilizou 80 credenciais para serem divididas entre as emissoras fechadas", informou a emissora. Não foi informado o número de credenciais pedido pelos canais SporTV e TV Globo (aberta).

Entre emissoras brasileiras, não há "fairplay" olímpico.

Fonte: F5