Goleiro Bruno se casa na cadeia onde está preso, em Minas Gerais

Nenhum dos convidados entrou com celular na festa

Após cinco anos de namoro, o goleiro Bruno, preso pelo assassinato de Eliza Samúdio, se casou no último sábado, 18, com a dentista Ingrid Calheiros. As cerimônias civil e religiosa aconteceram na Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (APAC) de Santa Luzia, em Minas Gerais, onde Bruno está preso e cumpre o resto da pena de 22 anos a que foi condenado.

O casamento reuniu 90 pessoas, entre eles, a avó de Bruno e os pais de Ingrid, que mora no Rio de Janeiro enquanto o agora marido não é libertado. Uma van levou 18 pessoas até a cadeia, entre elas uma banda.

No cardápio do almoço de casamento, arroz, tutu, lombo à mineira e salpicão. Procurada em seu consultório na tarde desta segunda-feira, 20, Ingrid não foi encontrada. Nenhum dos convidados entrou com celular na festa.

De acordo com um funcionário do sistema prisional mineiro, o casamento de Bruno não “pegou bem”. “Sou contra. Depois de tudo o que ele fez. Foi algo muito forte para alguns anos depois ele se casar com festa, né?”, avaliou o homem, sem querer se identificar.


Image title

Image title

Fonte: Com informações do Jornal Extra