Sérgio Cabral garante Maracanã seguro para amistoso Brasil x Inglaterra no domingo (2)

Sérgio Cabral garante Maracanã seguro para amistoso Brasil x Inglaterra no domingo (2)

Os 600 operários do governo permanecem no estádio cuidando da parte elétrica e hidráulica

Um dia após a polêmica sobre a liberação do Maracanã para o amistoso entre Brasil e Inglaterra, domingo, o governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, garantiu que o estádio é seguro para o público. Entregue na semana passada à Fifa, o palco das finais da Copa das Confederações e da Copa do Mundo ainda conta com muitas obras no entorno e, apesar da Empresa de Obras Públicas (Emop) dizer que a reforma está 100% concluída, 600 operários trabalham no interior da arena.

- Posso assegurar que o estádio está absolutamente seguro, teremos um jogo extraordinário, uma partida com conforto para a população. No entorno, na parte interna... A Polícia Militar estará presente com todo seu efetivo - disse Cabral, durante a inauguração do Centro Integrado de Comando e Controle, segundo a Agência Brasil.

Os 600 operários do governo permanecem no estádio cuidando da parte elétrica e hidráulica. Além deles, muitos funcionários do COL (Fifa) começaram a trabalhar nas instalações das estruturas temporárias, haverá cerca de 12 mil pessoas nos seis estádios no início do período de uso exclusivo de controle. No entorno, a obra é de responsabilidade da prefeitura do Rio de Janeiro.

- A prefeitura está concluindo obra, mas é evidente que quem for no domingo para assistir ao jogo vai ficar feliz, e quem for para olhar problema vai achar algum tipo de problema, obviamente - afirmou Cabral.

Em nota, a Secretaria Municipal de Obras afirmou que os trabalhos no exterior do Maracanã serão concluídos no sábado, véspera do amistoso: "A Secretaria Municipal de Obras informa que entregou à Fifa, nesta segunda-feira dia 27, a área de trânsito de pedestres do Estádio Mário Filho. Dois setores só foram liberados há menos de um mês para as intervenções da SMO, porque estavam ocupados pelos canteiros de obra e contêineres instalados para a reforma no interior do estádio realizadas pelo governo estadual. As obras do entorno seguem em ritmo acelerado, com aproximadamente 1.500 operários trabalhando em três turnos para concluir os últimos ajustes, que ficarão prontos antes dos jogos oficiais da Copa das Confederações. Com relação à ciclovia, ela foi finalizada ontem, dia 30. O projeto "Parque Maracanã" requalificou a área, transformando o local em um grande espaço para lazer e prática de esportes. Entre os serviços de urbanização, a SMO realizou obras de infraestrutura, novas calçadas, ciclovia, acessibilidade, iluminação e paisagismo".

Além de operários, funcionários e voluntários da Fifa e do Comitê Organizador Local (COL) também trabalham no interior do Maracanã e dos outros cinco estádios da Copa das Confederações. Em nota oficial, o COL afirmou que "o período de uso exclusivo pode ser considerado como aquele que permite à organização do evento transformar um estádio "neutro" no estádio do evento, com toda a roupagem e necessidades de infraestrutura que um torneio da magnitude da Copa das Confederações da Fifa exige. Isso inclui estruturas temporárias, sinalização, tecnologia e controle de segurança para que os estádios fiquem com o padrão". Voluntários que trabalharão para orientar os torcedores durante os jogos - sobre os lugares marcados, por exemplo - estão fazendo treinamento no estádio.

A parte externa é a que mais preocupa. Nesta quinta, uma liminar da Justiça do Rio chegou a suspendeu o jogo por ?considerar que o estádio não oferece segurança para o público?. No fim da noite, a Procuradoria do Estado apresentou os laudos que faltavam para assegurar a realização da partida, e a juíza Gracia Cristina do Rosário revogou a liminar.

Na manhã desta sexta-feira, a Secretaria Municipal de Obras entrou na fase final das obras de requalificação do Parque Maracanã. Técnicos seguem trabalhando na conclusão da ciclovia do entorno do estádio, que será de asfalto albino com pigmento vermelho, material inédito em ciclovias cariocas. Os serviços serão finalizados até o final desta semana.

Fonte: G1