Grêmio empata com Goiás e perde a chance de entrar no G-4

O Grêmio chegou a 47 pontos, igualou o Atlético-MG, mas ficou atrás no saldo de gols, em 5º.

Grêmio e Goiás ficaram no 0 a 0, neste sábado, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. E o grande responsável pelo resultado foi o goleiro Marcelo Grohe. O camisa 1 do time gaúcho, que recentemente teve sua primeira chance na seleção brasileira, fez ao menos duas defesas complicadas evitando as principais chances do jogo. Com um ponto apenas somado, o Tricolor perdeu oportunidade de entrar no G-4.

O Grêmio chegou a 47 pontos, igualou o Atlético-MG, mas ficou atrás no saldo de gols, em 5º. Os mineiros ainda não jogaram na rodada. Já o Goiás soma agora 38 pontos e segue em 9º.

O jogo foi morno e com poucas oportunidades de gol. As principais, do Goiás, pararam sempre no goleiro Marcelo Grohe. Principalmente no segundo tempo, quando os donos da casa foram para cima. Já o Grêmio criou pouco durante todo o tempo.

Na próxima rodada, o Grêmio terá pela frente o Figueirense, quarta-feira, na Arena, em Porto Alegre. Já o Goiás visita o Sport, também na quarta.


 

Fases do jogo:

O ritmo foi lento. Grêmio e Goiás criaram praticamente nada no primeiro tempo. O time gaúcho abusou de lançamentos longos e quando teve alguma oportunidade foi por falha individual de defensores adversários. Mesmo assim, jamais assustou o goleiro Renan. Já o Goiás teve um começo consistente até o meio-campo. Mas ao pisar no campo gremista perdeu a bola repetidamente sem mostrar aptidão alguma para criar chances.

A principal oportunidade goiana ocorreu aos 38 minutos. Samuel recebeu de Ramon, driblou Bressan e bateu forte. Marcelo Grohe colocou para escanteio. A resposta gremista veio aos 45, com Lucas Coelho, que driblou e bateu forte da entrada da área. Renan pegou e com isso encerrou-se o primeiro tempo.

Logo no início do segundo tempo, mais um contra-ataque do Goiás deu certo. Tiago Mendes, aos 2 minutos, foi lançado e entrou sozinho. Marcelo Grohe evitou que o placar fosse aberto. E o Goiás só cresceu. Aos 20 minutos, Samuel entrou na área e bateu cruzado, Grohe pegou de novo.

Tanto fez o goleiro Marcelo Grohe que não suportou o calor de Goiânia. No segundo tempo, passou mal e precisou ser substituído por Tiago. De fora do jogo, viu o Grêmio não criar mais oportunidade alguma e o 0 a 0 encerrar a disputa.

O melhor: Marcelo Grohe - O goleiro defendeu sempre que exigido. Em ao menos dois momentos evitou que o Goiás abrisse o marcador e manteve o Grêmio como melhor defesa do Brasileirão. Passou mal no segundo tempo e acabou substituído.

O pior: Fernandinho - Perdeu a maioria das jogadas que tentou, aberto pela ponta esquerda. Não foi alternativa válida no ataque gremista.

Chave do jogo: Criação, ou a falta dela. Grêmio e Goiás criaram pouco e abriram mão de manter a posse de bola. Lançamentos longos e erros repetidos determinaram o 0 a 0.

Toque dos técnicos: O Grêmio abriu mão do 4-3-3 e mudou de formação sem alterar jogadores. Com Ramiro aberto na direita, Luan centralizado, Fernandinho na esquerda e Lucas Coelho como único atacante, o time gaúcho montou um 4-2-3-1. Não teve, no entanto, toques curtos ou posse efetiva.

Já o Goiás foi montado por Ricardo Drubscki no 4-4-1-1, com Samuel isolado na frente, municiado por Ramon e Esquerdinha. Postado do meio para trás, os goianos tentaram 'espalhar' o time aproveitando-se do campo grande do Serra Dourada.

Para Lembrar:

Novo presidente é eleito. Romildo Bolzan Júnior foi eleito presidente do Grêmio para o biênio 2015/2016 minutos antes da bola rolar para o duelo no Serra Dourada. Com 71% dos votos, o mandatário teve apoio de Fábio Koff e significa a sequência da gestão do clube.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 0 X 0 GOIÁS GRÊMIO

Marcelo Grohe (Tiago); Pará, Pedro Geromel, Bressan e Zé Roberto; Walace, Fellipe Bastos (Riveros) e Ramiro (Matheus Biteco); Luan, Fernandinho e Lucas Coelho. Técnico: Luiz Felipe Scolari

GOIÁS

Renan; Felipe Saturnino, Jackson, Pedro Henrique e Felipe Macedo (Tiago Real); Amaral, David, Thiago Mendes, Esquerdinha e Ramon (Bruno Mineiro); Samuel (Wellington Júnior). Técnico: Ricardo Drubscki

Data: 18/10/2014

Local: estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)

Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)

Assistentes: Adson Lopes Leal e Luiz Carlos Silva Teixeira (ambos baianos) Cartões amarelos: Pará (GRE), Bressan (GRE); Amaral (GOI), Felipe Macedo (GOI), Pedro Henrique (GOI);

 

 

Fonte: Uol