Há um ano, Atlético do Paraná tirava invencibilidade do Atlético Mineiro

Jogadores do Atlético-PR comemoram gol da vitória, no Estádio Independência

Campeão da Copa Libertadores e praticando o melhor futebol das equipes brasileiras, o Atlético-MG estava em ótima fase em 2013. Atuando no Estádio Independência, parecia ser imbatível. Mas não era.

No dia 31 de julho do ano passado, o Atlético-PR foi a Belo Horizonte com desconfiança pela péssima campanha até então, que depois embalou e chegou ao terceiro lugarda Série A. Com dois gols nos minutos finais, o time rubro-negro venceu o xará no Horto e quebrou uma invencibilidade de 38 partidas na praça esportiva. Além disso, o Atlético-MG vinha de uma série de 54 jogos sem derrotas, juntando confrontos na Arena Jacaré, Mineirão e Independência.


Há um ano, Atlético-PR tirava invencibilidade do Atlético-MG

Bernard abriu o placar aos 35min do segundo tempo, na noite em que comemorava a sua partida 100 com a camisa do time mineiro. O time paranaense pouco disposto a tentar algo para reverter, mas aí entrou a mão do técnico Vagner Mancini, que colocou Zezinho, Felipe e o atacante Ederson, nas vagas de Bruno Silva, Elias e Dellatorre, respectivamente.

O empate aconteceu após assistência de Zezinho, que achou Everton na grande área para empatar, aos 40min da segunda etapa. Dois minutos depois foi a vez de Zezinho avançar pela esquerda e encontrar Ederson, que se antecipou e tocou para as redes, marcando 2 a 1.

Na ocasião, o Atlético-PR foi a campo com: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Bruno Silva (Zezinho), Juninho, Everton e Elias (Felipe); Marcelo e Dellatorre (Ederson).

Reencontro

As duas equipes voltam a se encontrar neste final de semana, em Belo Horizonte, no Estádio Independência. A escalação do técnico Doriva ainda é incerta. O goleiro Weverton, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, dá lugar a Santos.

Outro desfalque de última hora é o atacante Ederson. O artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2013, co 21 gols, está acertando sua transferência para o Al Wasl, dos Emirados Arabes. O contrato deve ser de empréstimo e o atleta viaja ainda nesta semana.

Assim, o treinador do Atlético-PR possui algumas opções: entrar com um meia de ligação, Bady ou Nathan; substituir por um atacante, Dellatorre ou Cleo ? Bruno Mendes também surge nesta lista.

Fonte: Terra