Hamilton não dá chances para Nico, vence 4º seguida e é líder

Hamilton não dá chances para Nico, vence 4º seguida e é líder

Britânico vence GP da Espanha pela primeira vez e finalmente assume a ponta do campeonato. Ricciardo conquista pódio inédito. Discreto, Felipe Massa c

?Não gosto de ser segundo para Lewis?, admitiu Nico Rosberg no sábado, logo após perder - novamente - a pole position para seu companheiro de Mercedes, Lewis Hamilton, desta vez para o GP da Espanha, válido pela 5ª etapa da temporada. Mas o alemão vai ter que se conformar. Na corrida deste domingo no Circuito de Barcelona-Catalunya, ele até pressionou o parceiro de time nas voltas finais, mas não foi capaz de tirar a vitória do britânico. Para piorar sua situação, Nico agora é ?segundo para Lewis? também no campeonato. Com a quarta vitória seguida, Hamilton, enfim, recuperou o prejuízo do abandono na primeira etapa, na Austrália, alcançou os 100 pontos e assumiu a liderança do Mundial de Pilotos, com três pontos de vantagem sobre Rosberg.

A vitória de Hamilton ? sua primeira em Barcelona ? veio com mais uma atuação impecável. Com as Mercedes anos-luz à frente das demais equipes, sua única preocupação era Rosberg. E toda vez que Nico ameaçava se aproximar, o campeão de 2008 respondia na pista. No fim, mesmo com pneus duros, mais lentos que os médios do parceiro, conseguiu segurar a vantagem e cruzar a linha de chegada 0s6 à frente.

Após o tenso fim de corrida, Hamilton pôde soltar um sorriso de alívio no pódio, enquanto Rosberg se mostrava visivelmente abatido com mais um revés para o companheiro.Quem também não conseguia esconder a felicidade na cerimônia de premiação era Daniel Ricciardo. Após ter perdido o segundo lugar de Melbourne em razão de irregularidades em sua RBR, o australiano ? terceiro colocado na prova ? pôde comemorar efetivamente o seu primeiro pódio da carreira.

Discreto, Felipe Massa é apenas o 13º

Quem não tem motivos para comemorar é Felipe Massa. O brasileiro da Williams apostou em uma estratégia de três pit stops para tentar recuperar o prejuízo de largar na nona posição no grid. Mas a tática não funcionou muito bem. Sempre preso no meio do pelotão, ele acabou apenas na 13ª posição, fora da zona de pontuação. Já seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas, foi bem: largando em quarto, conseguiu receber a bandeirada na quinta posição.

À frente de Bottas ficou Sebastian Vettel. Sofrendo com muitos problemas neste início de temporada, o alemão finalmente mostrou uma atuação digna de um tetracampeão mundial. Partindo de 15º por ter sido punido pela troca de câmbio após o treino, o piloto da RBR foi cirúrgico ao escalar o pelotão para terminar no top 5.

Outro destaque da prova ficou por conta da disputa entre Fernando Alonso e Kimi Raikkonen. O tão aguardado duelo dos campeões mundiais da Ferrari finalmente aconteceu. Depois de um começo de temporada apático, o ?Homem de Gelo? deu sinais de reação em Barcelona, onde vinha melhor que o espanhol durante todo o fim de semana. Mas no fim, Alonso se impôs. Com uma tática de três paradas contra duas do finlandês, o bicampeão se aproveitou dos pneus melhores nas voltas finais para desbancar o companheiro e chegar em sexto. Romain Grosjean (Lotus), Sergio Pérez (Force India) e Nico Hulkenberg (Force India) completaram a zona de pontuação.

Fonte: Globo Esporte