Hospital francês tenta conter agitação da imprensa por Schumacher 5

Caminhões de transmissão e os equipamentos da imprensa foram deslocados

O hospital de Grenoble, onde Michael Schumacher está internado desde domingo, está preocupado com a grande quantidade de veículos de imprensa no local. Nesta quarta-feira, a direção do estabelecimento chegou a expulsar equipes da porta de acesso, depois da insistência pela busca de informações e até imagens do ex-piloto alemão.

Caminhões de transmissão e os equipamentos da imprensa foram deslocados para uma área exclusiva, pois estavam começando a atrapalhar o movimento natural do hospital. Foi implantado uma operação especial de segurança no andar onde Schumacher se encontra. O acesso só e permitido aos familiares e pessoas diretas.

A rotina habitual ficou ainda mais alterada depois que a assessora Sabine Kehm atualizou o quadro de saúde de Schumacher para a imprensa. Na porta do hospital, a porta-voz disse que o estado do heptacampeão mundial de F-1 era estável, o que classificou de boa notícia. Também revelou que novas coletivas de imprensa serão realizadas apenas quando houver algum desenvolvimento do caso.

Nos últimos dias, Sabine chegou a pedir, em nome da família Schumacher, discrição sobre o caso. Mas não deu muito certo. Segundo ela, um repórter se disfarçou de padre para tentar entrar no quarto do alemão.

Uma das maiores preocupações do hospital está na próxima sexta-feira, dia em que Schumacher completa 45 anos. A direção espera muita movimentação na data, além de mensagens de apoio do mundo inteiro.

Fonte: UOL