Inter bate Sport e volta ao G-4

A vitória fez o Inter começar a recuperar o tempo perdido por causa da viagem ao Japão

Foi o jogo do retorno para o Internacional. Retorno do Japão, onde conquistou a Copa Suruga, retorno ao G-4 do Campeonato Brasileiro e, o mais importante, retorno à realidade de jogar bom futebol. O Colorado foi muito superior ao Sport na noite desta segunda-feira, no Beira-Rio, controlou a partida do início ao fim e venceu com naturalidade por 3 a 0. Os gols foram marcados por Giuliano, Sandro e D?Alessandro.

A vitória fez o Inter começar a recuperar o tempo perdido por causa da viagem ao Japão. A equipe gaúcha subiu para 30 pontos, na quarta colocação, mas com dois jogos a menos do que a maioria dos concorrentes. O Sport, com 13, segue na lanterna.

O Colorado volta a campo no sábado, contra o Santo André, fora de casa. O Leão, um dia depois, recebe o São Paulo.

Giuliano coloca o Inter na frente

O Inter encontrou um bom jeito de espantar o frio nos primeiros minutos do jogo contra o Sport: correr sem parar. O torcedor colorado pode reclamar de problemas técnicos, de passes errados, de um ataque um pouco enrolado e uma defesa um tanto insegura. Mas o time mostrou a disposição que faltou em alguns jogos.

O Sport começou a partida acuado, suportando do jeito que deu a pressão vermelha. O Inter, com a articulação de Andrezinho, os bons avanços de Sandro e a correria de Taison e Giuliano, prensou os pernambucanos no campo de defesa. O time nordestino tentou incomodar o Colorado em saídas rápidas, geralmente com Fumagalli buscando Ciro ou Wilson em espaços vazios. Mas foi pouco. O Inter esteve sempre mais perto de alcançar o gol.

Dominar a bola, partir para o ataque na base de toques curtos e rápidos e arriscar a gol de média distância foi a tática do Inter no primeiro tempo. Até Guiñazu arriscou, mas Andrezinho e Alecsandro foram os principais responsáveis por colocar o goleiro Magrão em estado de alerta. O problema para o time da casa é que os chutes ou foram por cima, ou pararam nas mãos do camisa 1 adversário. Exceto um.

Giuliano correu feito louco no primeiro tempo. E recebeu o gol como premiação pelo esforço. Aos 43 minutos, o meio-campista recebeu de Kleber pela direita e mandou o chute colocado de dentro da área. Depois de muito tentar, o Inter finalmente conseguia fazer 1 a 0.

E foi justo. O Sport até teve suas chances, especialmente uma em bela jogada de Élder Granja que terminou com chute por cima de Wilson, mas foi o Inter quem buscou o gol com maior afinco na etapa inicial. Lauro pouco trabalhou. No máximo, viu algumas bolas voarem sobre seu gol.

Sandro e D?Ale: 3 a 0

O Inter manteve o ritmo no segundo tempo e logo assegurou a vitória no Beira-Rio. O time colorado voltou do intervalo sem Índio, que deixou a partida com suspeita de fratura no nariz. No Sport, Péricles Chamusca preferiu não mexer.

A equipe de Tite poderia ter alcançado o segundo gol logo com dois minutos. Andrezinho deu belo passe para Alecsandro, que mandou chute seco, forte, no canto esquerdo de Magrão. A bola saiu por muito pouco.

O Sport se safou, mas não teve mesma sorte pouco depois. Aos seis minutos, Sandro fez belo gol. Ele dominou com qualidade, se livrou da zaga e mandou no ângulo de Magrão, sem deixar a bola cair. Golaço: 2 a 0.

O Inter poderia ter feito mais. Taison perdeu dois gols incríveis, um em linda jogada de Giuliano, outro em lance comandado por Danilo Silva. No primeiro, Juliano cortou em cima da linha. No segundo, Magrão fez milagre.

O time gaúcho seguiu dominando a partida. O Sport, com Luciano Henrique, ameaçou em falta batida da entrada da área. Com a vitória garantida, os colorados fizeram mais festa com a presença de D?Alessandro, chamado por Tite para os minutos finais. Iluminado, o argentino teve tempo de dominar uma bola pela esquerda, fazer o drible ?la boba? para cima do marcador e anotar o gol de perna direita. O goleiro Magrão ajudou.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com