Inter ganha e pega o Grêmio na final

Com o resultado, o Inter é o campeão da Taça Fábio Koff, o segundo turno do Estadual.

Quem tem medo do lobo mau? O Inter não teve. Depois de assoprar forte para derrubar as casas de Grêmio e São José, o Pelotas colocou terror no lar colorado, mas teve seus dentes arrancados pelo Inter na tarde deste domingo, no Beira-Rio. Foi uma grande vitória vermelha: 3 a 2, de virada, com gols de Bolívar, Edu e D?Alessandro. Com o resultado, o Inter é o campeão da Taça Fábio Koff, o segundo turno do Estadual. E está na finalíssima, contra o Grêmio, vencedor do primeiro turno. O Lobão pelotense está eliminado.

Serão dois Gre-Nais decisivos. O primeiro é no próximo domingo, no Beira-Rio. O segundo está marcado para 2 de maio, no Olímpico, já que o Tricolor teve melhor campanha. Em 2010, houve apenas um clássico, com vitória vermelha, por 1 a 0, no dia 31 de janeiro, em Erechim.

Mordida do Lobão chega ao Beira-Rio

Beira-Rio, 29 minutos de jogo, primeira mordida do Lobão. Pelotas se retrai na defesa, fica com a bola e sai em disparada para o ataque. Alex Dias recebe pela direita. Acossado, se livra da zaga e aciona Clodoaldo na esquerda. Atacante domina, livre. Pato Abbondanzieri sai desesperado. Bola passa por cima do goleiro colorado e entra no cantinho, mansa, quase em câmera lenta. Pelotas 1 a 0.

Beira-Rio, 39 minutos de jogo, segunda mordida do Lobão. De novo Alex Dias, de novo pela direita. E de novo Clodoaldo. Cruzamento encontra o artilheiro da tarde livre. Ele só empurra para o gol vazio. Pelotas 2 a 0.

As mordidas do Lobão chegaram ao Beira-Rio, depois de passar por Olímpico e Passo D?Areia. Quando percebeu, o Inter perdia a final do returno por 2 a 0. A torcida, aos gritos de ?burro?, protestava contra o técnico Jorge Fossati e sua ideia de preservar titulares como Nei, Guiñazu, D?Alessandro e Walter. Parecia cair a casa vermelha.

O Inter atacou o tempo todo no primeiro tempo. E fez quase nada. Montado no 3-5-2, com Glaydson de ala, Andrezinho e Giuliano na articulação e Taison como companheiro de Alecsandro no ataque, o time da casa arriscou repetidas vezes. Foram cinco chances nos primeiros 15 minutos. Taison, Andrezinho, Alecsandro, Sandro, todos tentaram. Mas as chances morreram em dois finais: ou bola para fora, ou defesa do goleiro Jonatas. Já batia um incômodo na torcida com as chances desperdiçadas. E aí o Lobão mostrou os dentes.

Os dois gols pelotenses pesaram no Beira-Rio. Ir para o vestiário no intervalo com tamanha desvantagem seria fatal. Mas não foi o que aconteceu. Aos 42 minutos, Andrezinho bateu escanteio da direita para Bolívar pegar de primeira, forte, preciso. Gol do Inter! Gol de um Inter em processo de ressurreição no Beira-Rio. A decisão ficaria para o segundo tempo.

Vira-vira: Edu e D"Alessandro!

O Inter voltou para o segundo tempo martelando o sistema defensivo do Pelotas. O gol era uma necessidade. Bolívar, de cabeça, pertinho da linha final, quase fez. O clima esquentou. Sorondo e Bruno Salvador trocaram tapas. A arbitragem até viu, mas preferiu não fazer nada. Bolívar e Clodoaldo também se estranharam. Era clima de decisão.

Fossati teve que agir. Tirou Giuliano, um meia, e colocou Walter, um atacante. A mudança também implicou na passagem de Kleber para o meio, com Fabiano Eller de lateral-esquerdo. O Pelotas ficou na dele, arriscando só no contra-ataque. Clodoaldo quase fez aos 21, após cruzamento da direita. Faltaram centímetros para ele alcançar.

O técnico colorado usou mais duas cartas. Mandou D?Alessandro e Edu a campo. E deu certo. O primeiro bateu escanteio aos 28 minutos. O segundo completou para o gol: 2 a 2, Beira-Rio em ebulição e pênaltis à vista.

Pênaltis? Nada. O Inter seguiu no ataque. Partiu em busca do terceiro gol sustentado pelo bafo de uma torcida que não conseguia mais sentar nas arquibancadas. Aos 36 minutos, D"Alessandro deixou o dele. Walter cruzou, o goleiro Jonatas cortou e o argentino pegou de primeira, com a perna direita, para arrancar os dentes do Lobão, garantir a vitória vermelha e assegurar Gre-Nal na decisão do Campeonato Gaúcho.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com