Irritado, Dana White cobra de seus lutadores sobre doping

Irritado, Dana White cobra de seus lutadores sobre doping

Sem citar nomes e em meio a muitos palavrões, o dirigente saiu em defesa da organização e cobrou mais responsabilidade dos atletas

À espera do julgamento do holandês Alister Overeem, no dia 24, por ter sido flagrado no exame antidoping, o presidente do UFC, Dana White, mostrou-se irritado ao falar sobre os casos de lutadores usando substâncias proibidas. Sem citar nomes e em meio a muitos palavrões, o dirigente saiu em defesa da organização e cobrou mais responsabilidade dos atletas.

- Se você é maior de idade, um adulto, um atleta profissional, quantas vezes você precisar escutar que não deve fazer essa m...? Ou que isso pode acabar com a p... da sua carreira? - afirmou, após o UFC Suécia em Estocolmo.

Dana White considera injustas as críticas ao controle antidoping no UFC e disse que a organização não pode fazer mais do que tem feito. - Nós não fazemos testes-surpresa, não temos como fazer isso. Nós contamos com 370 lutadores de todas as partes do mundo, não tenho como segui-los por onde quer que estejam para fazer testes-surpresa. À exceção dos esportes olímpicos, ninguém faz tanto controle antidoping quanto nós. E nem precisávamos porque a responsabilidade é das comissões atléticas, não nossa. Agora as pessoas vêm dizer que vou ter que ir atrás dos atletas para que façam testes? É preciso ter um pouco de noção da realidade - disse.

Dana White disse que não vai se pronunciar sobre o caso de Alistair Overeem até o julgamento na Comissão Atlética do Estado de Nevada (NSAC). O holandês foi pego num exame realizado há três semanas, após a coletiva de imprensa para promover o UFC 146, que acontece no dia 26 de maio, em Las Vegas. O teste revelou uma taxa de epitestosterona (agente mascarante e também metabólico biológico da testosterona) na urina 14 vezes superior à normalmente encontrada num ser humano. Overeem é o desafiante do brasileiro Júnior Cigano pelo título dos pesos pesados.

- Todo mundo recebe o devido julgamento. Vamos esperar o processo correr seu caminho natural na NSAC e ver o que fazer a partir daí. Mas outra pessoa vai falar sobre o assunto, não eu. Se eu falar sobre esse assunto, vocês vão adorar e eu vou odiar. Esse tema me irrita muito. Não consigo nem encontrar palavras sobre como me sinto sobre isso - afirmou, apertando uma lata de bebida energética para tentar controlar o nervosismo.

Dana White também falou sobre o caso do lutador americano King Mo Lawal, suspenso por doping e afastado do Strikeforce, torneio organizado pela mesma empresa que comanda o UFC, a Zuffa. White não descartou um retorno do lutador, nem mesmo uma possível participação no UFC, mas disse que o caminho será longo. Lawal está suspenso até outubro por ter sido flagrado no exame antidoping após a vitória sobre Lorenz Larkin em janeiro.

- Eu não tenho nenhum problema com ele. Isso é bem maior do que eu e ele. Antes de conseguir sua licença de volta, ele terá que se explicar à NSAC e não acho que será um dia divertido para ele, que ofendeu uma juíza. Mas todos cometem erros. O importante é a sua atitude depois de cometê-los. Foi assim comigo e foi assim com outras pessoas também. Tito Ortiz ainda está no UFC - disse, citando como

Fonte: Sportv