Itaquerão começa a retirar viga um mês após tragédia que matou dois operários

Itaquerão começa a retirar viga um mês após tragédia que matou dois operários

Palco da abertura da Copa 2014 deve ser entregue em 15 de abril, dois meses antes do Mundial

A previsão era que a Arena Corinthians fosse entregue neste fim de ano, mas a tragédia que matou dois operários no palco da abertura da Copa 2014 adiou a conclusão. Há exato um mês do acidente no Itaquerão, na zona leste de São Paulo, a estrutura metálica que desabou sobre o prédio começa a ser retirada.

A construtora Odebrecht recebeu apenas na semana passada a liberação para retirar a viga de aproximadamente 400 quilos que desabou sobre o prédio leste. Operários então começaram a dividir a peça para facilitar a remoção e a limpeza do local do acidente com segurança. A previsão é que esse processo termine apenas em janeiro do próximo ano.

Ainda nesta sexta (27), a Polícia Civil vai pedir à Justiça a prorrogação do prazo para que o inquérito do acidente que matou dois operários seja concluído. O delegado Luiz Antônio da Cruz deve aguardar a decisão do juiz para continuar a fase de depoimentos a partir de 6 de janeiro. O laudo que apontará as causas do acidente ainda não tem previsão para ser concluído.

Odebrecht e Ministério do Trabalho e Emprego já assinaram acordo que proíbe operadores de guindaste de fazer horas extras no Itaquerão ? uma fiscalização realizada no ano passado teria gerado multa para a construtora. Demais funcionários só ultrapassarão o limite de carga horária com programação prévia. Presidente do Sintracon-SP (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Construção Civil de São Paulo), Antonio de Sousa Ramalho acompanha o caso de perto. O também deputado estadual afirma que pouca coisa mudou depois de um mês.

? Considerando que a construtora tem influência política enorme, a obra tem a ver com a Copa do Mundo, pouca coisa foi feita até aqui. Eles agora prometem disciplinar o horário de trabalho e fazer avanços na saúde e segurança do trabalhador. Até pelas duas mortes na Arena Amazônia logo em seguida, as pessoas estão mais atentas.

Os engenheiros responsáveis pela obra não foram encontrados no estádio. Por telefone, a assessoria de imprensa da Odebrecht não quis dar detalhes sobre o processo de retirada da viga. A construtora disse apenas que o cronograma está sendo seguido e só voltará a se manifestar sobre o caso no começo de janeiro.

O acidente aconteceu no início da tarde de 27 de novembro, quando um guindaste tentava erguer a última das 38 peças da cobertura do estádio. O motorista Fábio Luiz Pereira, de 42 anos, e o montador Ronaldo Oliveira dos Santos, de 44 anos, morreram.

Palco da abertura da Copa 2014, o Itaquerão receberá ainda outras cinco partidas do Mundial. Segundo a Fifa, a nova previsão de entrega é 15 de abril, menos de dois meses antes de Brasil x Croácia, pelo Grupo A da competição.

Fonte: r7