Confundido com preso da Lava-Jato, Joel Santana aciona a Justiça

O treinador pede um indenização de 10 milhões de dolares

Joel Santana sempre se mostrou bem humorado com as notícias que envolviam seu nome, mas essa semana ele mostrou que nem tudo é um mar de rosas. Confundido pela revista norte-americana “Time” com o marqueteiro João Santana, preso pela Polícia Federal na Operação Lava-Jato ao lado da esposa Mônica Moura, o técnico estuda com seus advogados que medidas tomar em relação à publicação que colocou uma foto dele no lugar da imagem do investigado.

O técnico pretende pedir uma indenização de US$ 10 milhões (mais de R$ 36,2 milhões) na Justiça por danos morais. No entanto, Joel afirma que foi orientado a não se pronunciar sobre o ocorrido até segunda-feira(14), quando terá uma reunião com os seus advogados para decidir o que fazer sobre o assunto.


"Meus advogados é que me acionaram e falaram para eu não tocar no assunto até segunda para eles me darem uma posição. Essa é a verdade. Está havendo uma precipitação de notícias. Só falei com meus advogados. Vou aguardar e aí vamos ver o que vai acontecer" disse Joel, por telefone.  

Aos 67 anos, o último trabalho do “Papai” Joel como técnico foi no Vasco, comandando a equipe de setembro a dezembro de 2014 na campanha que garantiu o retorno à Série A do Brasileiro. 

Fonte: Com informações do GE