Jogador brasileiro é ameaçado de morte por torcedores após mudar de time na Sérvia

Jogador brasileiro é ameaçado de morte por torcedores após mudar de time na Sérvia

A história do brasileiro que mudou de time na Sérvia e foi ameaçado de morte

O "Esporte Espetacular" foi até a Sérvia para mostrar a história do jogador brasileiro que trocou o Estrela Vermelha pelo rival Partizan Belgrado e agora recebe ameaças de morte dos torcedores. Ex-Atlético-PR, o atacante Cléo prefere não sair muito de casa para não expor a mulher e o filho. No primeiro clássico que disputou contra o ex-clube, Cléo teve que encarar uma placa com os dizeres: "Maldito traidor".

Para completar, o brasileiro marcou o gol da vitória do Partizan, por 2 a 1, e irritou ainda mais os torcedores do Estrela Vermelha. Um obituário do atleta foi espalhado na internet. A rivalidade entre os dois maiores clubes do futebol sérvio é uma das maiores do mundo. As duas torcidas organizadas carregam até hoje as heranças da Guerra doas Balcãs, que durou de 1991 a 1995.

Muitos integrantes estiveram em combate e fizeram parte de grupos paramilitares durante o período de tensão entre Sérvia, Croácia e Bósnia. Resultado, a cada clássico são muitos os conflitos nos estádios e nas ruas da capital do país. O repórter Marcelo Courrege e o produtor Thiago Asmar conversaram com integrantes das duas torcidas para tentar entender o ódio que gera tantos conflitos e mortes fora de campo. Brasileiros do Estrela Vermelha, Cadu e Sávio, evitam sair com Cléo e sua família com medo de represálias da torcida.

Fonte: g1, www.g1.com.br