Rômulo volta ao Brasil e tem apoio da família em sua recuperação

Rômulo volta ao Brasil e tem apoio da família em sua recuperação

Rômulo usa família contra tristeza da inatividade por lesão e não teme ser esquecido

O volante Rômulo, do Spartak de Moscou, está no Brasil para realizar recuperação de uma lesão depois de romper o ligamento cruzado do joelho direito em uma partida do Campeonato Russo.

O meio-campista sofreu a lesão no fim de setembro, e a recuperação está prevista para seis meses. Ele disse ter dificuldade com a inatividade e consequente marasmo de não poder trabalhar, mas tem usado o apoio da família.

?Fica um pouco chato, ficamos um pouco isolados e não tem aquela resenha do clube, com os companheiros. Você fica mais na fisioterapia, atrapalha um pouco psicologicamente. Fico um pouco triste, mas tem que ter paciência que voui ter que ficar esse tempo todo parado. É encarar com naturalidade e tranquilidade?, falou.

?Estou aproveitando mais pra estar com minha família e a ajuda dela, já que viagens nos deixam afastados. Agora estou mais próximo e estou aproveitando isso?, continuou.

O meio-campista deixou o Vasco no meio do ano, vendido por 8 milhões de euros (aproximadamente R$ 21 milhões). Logo depois, disputou os Jogos Olímpicos pela seleção brasileira.

Sofreu a lesão justo quando vivia um bom momento pelo time, tendo até marcado um gol contra o Barcelona pela Liga dos Campeões. Mas ele diz não temer ficar esquecido com a lesão. Crê que logo voltará a jogar bem e que o futebol na Rússia pode dar uma grande visibilidade.

?É só manter o que eu vinha fazendo antes. Tenho que mostrar meu futebol na nossa equipe. Todo mundo fala que o jogador pode ser esquecido na Rússia, mas eu acho que não. O futebol lá tem crescido e sido muito mais valorizado, visado.?

Vasco

Rômulo lamentou a queda de rendimento da sua ex-equipe e disse que os problemas de salários atrasados acabam contaminando o elenco. Vários jogadores do clube já reclamaram publicamente dos atrasos, inclusive o volante Eduardo Costa, que ameaçou deixar o time no fim do ano.

?Tenho acompanhado [o Vasco]. Deu uma caída. O que está acontecendo lá todo mundo deixa os jogadores insatisfeitos, essa questão de salário atrasado. Acho que pra 2013 vão ter que corrigir um pouco isso e fazer algumas contratações para voltar a vencer?

?Essa questão do salário atrasado incomoda um pouco, o jogador fica insatisfeito. Ainda mais com os problemas políticos que o Vasco vive. O atleta acaba levando pra dentro de campo. No meu tempo atrasava, mas antes de dar três meses, pagavam. Mas agora, pelo que sei, está bem complicado e sem previsão de receber. O cara não consegue render o máximo. Mas conheço os caras, eles são profissionais?, continuou.

Fonte: UOL