Jon Jones passa por cima de Chael Sonnen e iguala recorde de Tito Ortiz no UFC

Jon Jones passa por cima de Chael Sonnen e iguala recorde de Tito Ortiz no UFC

Campeão dos meio-pesados defende seu cinturão pela quinta vez seguida na categoria com uma sequência de cotoveladas e socos no primeiro round

Foi por muito pouco. Jon Jones venceu Chael Sonnen por nocaute faltando 27 segundos para o fim do primeiro round da luta válida pelo cinturão dos meio-pesados neste sábado, em Newark, nos EUA. Entretanto, uma fratura no pé do campeão o impediria de continuar lutando no segundo round, caso o desafiante resistisse o tempo restante do round, o que daria o cinturão, de forma inacreditável, a Chael Sonnen. Mas Jon Jones teve a seu favor a competência de ser não só o campeão, mas também o melhor. Com uma atuação segura e espetacular, o número um dos meio-pesados do UFC afastou a sombra chamada Chael Sonnen, que já incomodou Anderson Silva em duas oportunidades, com um nocaute espetacular aos 4m33s do primeiro round e manteve pela quinta vez consecutiva o seu cinturão, igualando o recorde de Tito Ortiz na categoria.

A luta

O primeiro round começou com Sonnen encurtando a distância e buscando acertar golpes em Jones, que o jogou no chão. Sonnen conseguiu levantar-se e manteve a distância curta para o campeão, evitando dar-lhe espaços. Jones mais uma vez conseguiu levar Sonnen para o solo, mas o desafiante novamente levantou-se e ficou com as costas na grade, tentando aplicar uma guilhotina e acertar golpes no rosto do campeão.

Jones tentava golpear o desafiante, mas a curta distância o atrapalhava. Após tentar sem sucesso um golpe rodado, Jones voltou a levar Sonnen para o chão. Na guarda do desafiante, Jones começou a aplicar cotoveladas curtas, enquanto Sonnen esgrimava os braços e tentava manter o campeão sob controle. Quando conseguiu livrar os braços, Jones iniciou uma sequência de cotoveladas e socos que fizeram Sonnen deitar-se de lado no octógono. Após uma joelhada no tórax e mais alguns socos, o árbitro Keith Peterson interrompeu a luta, sob protestos do próprio Sonnen, que considerou a interrupção prematura.

Após a luta, durante a entrevista ainda no octógono, foi constatado que Jon Jones tinha uma fratura no pé, e ele foi atendido, falando sentado em um banco ainda no local da luta.

- Acho que tinha um buraco na lona. Eu ia para a Jamaica, mas acho que não vou conseguir depois disso. Nós passamos por muito drama e isso me motivou demais. Eu queria mesmo ser mais Chael Sonnen que o Chael Sonnen, e consegui fazer isso. Meus técnicos disseram "dane-se a falação". Ele queria ser mais wrestler que eu, e eu fui mais wrestler que ele. Fui mais Chael Sonnen que o Chael Sonnen - disse o campeão, não escondendo que sentia muita dor.

Já Chael Sonnen fez questão de reconhecer a vitória de Jon Jones.

- Não tenho nenhum problema com o fim da luta. Eu achava que eu estava bem, mas acho que ele é o lutador melhor. Eu queria vencê-lo, fiquei muito surpreso com seu poder e tamanho. Jon é o cara. Não vou ser um dos caras que vai ficar por aí sem ter um caminho para o título, e acho que esta foi minha última chance.


Jon Jones arrasa Chael Sonnen e iguala recorde de Tito Ortiz no UFC

Confira os resultados do UFC 159:

CARD PRINCIPAL

Jon Jones venceu Chael Sonnen por nocaute técnico aos 4m33s do primeiro round

Michael Bisping venceu Alan Belcher por decisão técnica

Roy Nelson venceu Cheick Kongo por nocaute aos 2m03s do primeiro round

Phil Davis venceu Vinny Magalhães por decisão unânime

Pat Healy venceu Jim Miller por finalização (mata-leão) aos 4m02s do terceiro round

CARD PRELIMINAR

Rustam Khabilov venceu Yancy Medeiros por nocaute técnico (interrupção médica) aos 2m32s do primeiro round

Ovince St. Preux venceu Gian Villante por decisão técnica majoritária

Sara McMann venceu Sheila Gaff por nocaute técnico aos 4m06s do primeiro round

Bryan Caraway venceu Johnny Bedford por finalização (guilhotina) aos 4m44s do terceiro round

Cody McKenzie venceu Leonard Garcia por decisão unânime

Steven Siler venceu Kurt Holobaugh por decisão unânime

Fonte: Sportv