Jon Jones domina Rashad Evans e defende cinturão no UFC 145

Jones mostrou seu amplo leque de golpes, foi superior a Rashad e venceu por decisão unânime

O tão esperado acerto de contas entre os desafetos Jon Jones e Rashad Evans teve seus momentos de emoção, mas o atual campeão dos pesos-meio-pesados levou a melhor sobre seu ex-companheiro de equipe e defendeu o cinturão pela terceira luta consecutiva. "Bones" Jones demonstrou seu amplo leque de golpes, foi superior a "Suga" Rashad na maior parte do tempo e venceu por decisão unânime dos jurados (49-46, 49-46 e 50-45) no evento principal do UFC 145, neste sábado, em Atlanta, EUA.

Ambos os lutadores pareceram enviar mensagens com suas músicas de entrada na arena. Rashad Evans, o ex-campeão que se sentiu traído por Jones quando ambos eram companheiros de equipe na Jackson"s MMA, entrou no octógono com "The Point Of No Return" ("Ponto Sem Retorno"), do rapper Immortal Technique. Já Jon Jones veio com a música "The Champ Is Here", de Jadakiss, que repete várias vezes o verso "O campeão está aqui!" Os dois tiveram recepções mistas da torcida, mas tocaram luvas antes do combate.

Jones tentou um upper no início e caiu de joelhos, na tentativa de uma queda, mas logo se levantou e acertou um chute alto. Ele tentou alguns chutes e pisões, mas Evans ia se defendendo no exterior. O campeão acertou uma cotovelada curta no rosto, um chute na costela e alguns socos, mas "Suga" enfim acertou um chute alto e alguns socos no final do round, que fizeram seu desafeto andar para trás.

O segundo round começou mais equilibrado, com mais trocação aberta. Jones caçava Evans, que se esquivava no exterior. Após escapar de alguns socos e chutes, o desafiante limpou a boca com a luva e passou a mão no bumbum, provocando o desafeto. "Suga" tentou uma catada de perna por trás, mas não conseguiu a queda. O campeão reagiu nos dois minutos finais e acertou duas cotoveladas no rosto que deixaram seu rival grogue. Evans buscou o clinch para se recuperar, mas Jones seguiu jogando os cotovelos e terminou o assalto com uma sequência incrível, com uma joelhada voadora e dois socos certeiros.

Evans enfim encaixou seu swing de direita no início do terceiro round, mas Jones não sentiu e saiu dançando à la Muhammed Ali. Os dois trocaram golpes de boxe por quase todo o assalto, mas "Bones" acertava mais e bambeou o rival de novo com outra joelhada voadora. Evans tentou de novo uma queda no final do assalto, mas o campeão evitou com facilidade e parecia já ter a vitória por pontos garantida. No quarto round, Evans começou a buscar mais o clinch e as pernas do rival, mas Jones seguia defendendo bem. A luta esfriou, com poucos golpes significantes de ambos os lados. Nos dois minutos finais, o campeão aproveitou uma tentativa de catada do desafiante para agarrar sua cabeça e desferir uma joelhada no rosto. Depois, Evans agarrou o rival e levou ombradas no queixo, mas resistiu e forçou o primeiro quinto round da carreira de Jones.

Precisando de um nocaute ou finalização para vencer, Evans tomou o centro do octógono no último assalto, mas Jones parecia brincar com ele e acertava seu jab com facilidade. O campeão tentou um "Superman punch" e acertou um chute no queixo, de leve, antes de mais uma joelhada voadora e de voltar para o clinch, segurando a luta. Evans se desvencilhou, mas não conseguia acertar seu direto de direita. "Bones" ainda conseguiu uma queda com 1m15s restando, mas "Suga" se levantou. O campeão parecia apenas administrar o tempo, olhando para o telão para ver quantos segundos restavam, mas surpreendeu e trouxe o desafeto para sua guarda no finalzinho. Nada que assustasse: logo a sirene soou, decretando o fim do combate.

- Foi a vitória mais satisfatória da minha carreira. Não me senti o mais limpo que já fui, mas foi muito importante. Fiquei muito mais forte e sou um wrestler muito melhor e mais confiante do que antes. Eu fiquei um pouco surpreso, tinha um objetivo de derrubá-lo, mas ele é um grande competidor. Foi a primeira vez que fui ao quinto round, então é uma novidade na minha carreira, provei mais alguma coisa - afirmou Jones após a luta.

Fonte: Sportv