Jones sofre e é derrubado pela 1ª vez, mas mantém cinturão contra sueco

O triunfo eleva o cartel de Jones para 19 vitórias e uma única derrota, que aconteceu por desclassificação.

Em uma luta muito mais equilibrada e emocionante do que muitos poderiam esperar, o americano Jon Jones passou por apuros e sofreu uma queda pela primeira vez em sua carreira no UFC, mas manteve o cinturão dos meio-pesados com uma vitória por decisão unânime sobre o sueco Alexander Gustafsson, na madrugada deste domingo, em Toronto (Canadá). Dois juízes marcaram 48-47 em favor do campeão, enquanto outro viu uma vantagem de 49-46.

O triunfo eleva o cartel de Jones para 19 vitórias e uma única derrota, que aconteceu por desclassificação. Enfrentando um oponente mais alto (1,96 m contra 1,93 m), o americano foi irreconhecível e passou longe de impor o jogo dominante que os fãs se acostumaram a ver na divisão dos meio-pesados, que rendeu vitórias arrasadoras contra nomes como Chael Sonnen, Rashad Evans e Lyoto Machida. A atuação de Gustafsson foi tão boa que parte do público chegou a vaiar quando o vencedor foi anunciado.

O primeiro round começou com Gustafsson partindo para cima do campeão. O sueco acertou um cruzado de esquerda e outro soco de direita, que fez Jones sangrar - fato raro de se ver. Mais raro ainda foi quando o desafiante cinturou o americano e o derrubou de costas para o chão: foi a primeira queda sofrida por "Bones" em 14 combates no UFC.

Claramente irritado por não conseguir dominar o adversário, Jones sofria com a intensa movimentação do sueco e não conseguia encaixar golpes na trocação em pé. No segundo round, dois chutes altos entraram na cabeça de Gustafsson, mas o europeu não deu sinais de diminuir o ritmo. No terceiro assalto, o americano levou mais um golpe forte no rosto em contra-ataque.

O quarto round chegou com Gustafsson melhor no combate e sem dar mostras de cansaço, apesar da movimentação incessante. O campeão não conseguia nem ocupar o centro do octógono, e perdia claramente por pontos. Mas a reviravolta veio no fim do assalto, com uma cotovelada giratória espetacular de Jones, que deixou Gustafsson atordoado. O sueco sangrou muito com o golpe e mal conseguia se manter em pé antes do round final.

Na parcial decisiva, o gás do desafiante finalmente deu sinais de que estava acabando. Sentindo a cotovelada, sangrando muito e com movimentos lentos, Gustafsson foi presa fácil. Jones derrubou o sueco e acertou muito mais golpes, mas, nervoso, chegou a olhar para o relógio quando faltavam 40 segundos para o término da luta. No fim, vitória suada do campeão, que conheceu seu desafio mais difícil desde que conquistou o cinturão da categoria, em 2011, sobre Maurício Shogun.


Jones sofre e é derrubado pela 1ª vez, mas mantém cinturão contra sueco

Jones sofre e é derrubado pela 1ª vez, mas mantém cinturão contra sueco

Fonte: Terra