Schumacher não tem reações a estímulos para despertar do coma

Schumacher não tem reações a estímulos para despertar do coma

Médicos afirmam que vozes familiares tem um efeito calmante sobre pacientes em coma, dando-lhes sensação de segurança.

Em processo de despertar do coma, o ex-piloto alemão Michael Schumacher ainda não reage a estímulos dos médicos, de acordo com o jornal alemão Bild. A fase de diminuição dos medicamentos e da sedação de Schumacher já dura duas semanas e, de acordo com especialistas, pode levar semanas ou meses até que Michael acorde.

O jornal também informa que Corinna, esposa do ex-piloto, segue à risca os conselhos da equipe médica que cuida de Schumacher e conversa diariamente com o marido. Médicos afirmam que vozes familiares tem um efeito calmante sobre pacientes em coma, dando-lhes sensação de segurança.

Schumacher segue internado no Hospital Universitário de Grénoble, na França e, até o momento, nenhum boletim oficial foi emitido pelo corpo médico desde que a assessoria do piloto revelou o início do processo de despertar.

Fonte: Terra