Jovem atleta morre após se machucar em competição de handbol

O atleta morreu em decorrência de uma trombose venosa.

Jogador amador de handebol, o estudante Matheus Sato, de 17 anos, morreu na manhã desta sexta-feira, em Goiânia, em decorrência de uma trombose venosa profunda (doença causada pela coagulação do sangue), segundo informou a assessoria de imprensa do Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol). Ele estava internado em estado grave há dois dias, quando se machucou durante uma competição escolar nacional.

Image title


Matheus é de Roraima e participava do Campeonato Brasileiro Escolar de Handebol. Ele defendia o Sesc de Boa Vista e precisou ser retirado de quadra ao levar uma pancada. Após disputa de bola, caiu no chão ao se chocar com um adversário, que atingiu sua virilha. Colegas de time ajudaram o jovem, que recebeu os primeiros atendimentos ainda no ginásio estadual de Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia, e que sediava o torneio nacional.

De acordo com o hospital, Matheus passou por cirurgia e até teve certa melhora na quinta-feira. Porém, o quadro de saúde piorou novamente nesta sexta, e o óbito foi confirmado ao meio-dia.

Segundo a assessoria do Hugol, os médicos suspeitam que Matheus Sato portava uma "doença sistêmica genética sanguínea" de origem hereditária. Os familiares do atleta amador chegaram a Goiânia nesta sexta. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

A competição teve início no dia 16 de outubro e seguiu até a última quarta. Valia como seletiva para o Mundial de Handebol a se realizar em Rouen, na França, em 2016. Matheus Sato sofreu uma pancada na disputa do terceiro lugar contra uma equipe de Minas Gerais, que venceu a partida e ficou com a medalha de bronze. O jovem praticava a modalidade há alguns anos.

Image title


Fonte: Com informações do Globo Esporte