Kaká começa como titular, sai no intervalo e Real sofre para vencer

Higuaín e CR7, de pênalti, garantem vitória apertada sobre o Celta de Vigo

Kaká voltou ao Real Madrid com moral após os amistosos da seleção brasileira contra Iraque e Japão. O técnico José Mourinho colocou o meia como titular no duelo deste sábado contra o Celta de Vigo, mas, assim como as outras estrelas do time, o brasuca não brilhou na vitória por 2 a 0, em duelo válido pela 8ª rodada. Um gol quase sem querer de Higuaín e uma cobrança de pênalti de Cristiano Ronaldo deixaram os merengues a cinco pontos do líder Barcelona, que entra em campo logo mais para enfrentar o La Coruña.


Kaká começa como titular, sai no intervalo, e Real sofre para vencer

O Real Madrid volta a campo nesta quarta-feira para enfrentar o Borussia Dortmund pela terceira rodada do Grupo D da Liga dos Campeões. Os espanhóis lideram com seis pontos, e o time alemão é o segundo colocado com quatro.

Com problemas na defesa, o técnico José Mourinho teve que se virar para escalar o time. O Real não teve uma atuação convincente, mas não foi por culpa dos defensores. O poderio ofensivo da equipe não esteve em um de seus melhores dias. Kaká, por exemplo, correu bastante, mas criou poucas chances. A melhor delas aconteceu no segundo minuto de jogo. Özil fez boa jogada e deixou o brasuca em ótimas condições de chute, mas a bola passou por cima do gol.

Domínio merengue

O Real Madrid dominou o Celta durante todo o jogo, mas não conseguia entrar na área dos visitantes. Higuaín, atuando mais solto pelo lado esquerdo do ataque, abriu o placar aos 10 minutos em uma jogada erm que dificilmente acreditou que a bola entraria. Da ponta esquerda, o argentino chutou com força para a área. A bola fez curva e passou por cima do goleiro, que se esticou, mas não conseguiu defender.

Cristiano Ronaldo arriscava chutes de longe sem efeito, e Higuaín estava jogando longe do português. A defesa teve que partir para o ataque e, aos 18, quase ampliou. Pepe ajeitou para Sérgio Ramos, que chutou por cima do gol. O Celta teve apenas uma boa chance no primeiro tempo. De longe, Aspas chutou cruzado e Casillas teve que se virar para fazer uma belíssima defesa.

Com Özil, Kaká e Modric bem marcados, Xabi Alonso tentava abrir espaços e conseguiu uma ótima chance. Aos 37 minutos, o volante encontrou Modric, que tocou para CR7 fazer uma boa jogada, domindo com a esquerda e chutando com a direita. A bola foi parar no travessão.

Mudanças

Kaká deixou o campo no intervalo. Em seu lugar, entrou Di María, que serviu como mais uma opção no lado direito do ataque. O segundo gol foi feito aos 22 minutos em uma falta infantil da defesa do Celta. Após bom lançamento de CR7, Özil, girou em cima de Cabral e sofreu o pênalti. Cristiano Ronaldo cobrou e fez seu 9º gol no Espanhol.

Mourinho imprimiu outras mudanças no ataque. Benzema entrou no lugar de Higuaín, e Callejón substituiu Özil. O ataque ficou mais rápido e criou mais chances. Como aos 33, quando Callejón fez jogada individual pela direita, ficou na cara do gol e bateu cruzado. O goleiro Álvarez, bem posicionado, defendeu.

Até o apito final, o ataque merengue seguiu pressionando, mas assim como na etapa inicial, não conseguiu furar a defesa. Como os treinadores costumam afirmar, o que vale são os três pontos. E a caça ao Barça continua.

Fonte: GloboEsporte.com