Kaká poderá ser liberado pelo Milan, mas meia afirma desejo de continuar

Contrato permite a brasileiro deixar time, que não está classificado para Liga dos Campeões ou Liga Europa. Time americano pode ser o destino

O Milan vai encerrar a temporada sem conseguir se classificar para a Liga dos Campeões ou para a Liga Europa, e a ausência nessas competições pode fazer com que o clube perca Kaká. O brasileiro ainda tem um ano de contrato, mas, segundo o jornal "Gazzetta dello Sport", há uma cláusula no acordo que o permite se desvincular do clube rubro-negro caso o time não jogue a Champions. O jogador, porém, quer seguir em Milão. Após a derrota para o Atalanta por 2 a 1, neste domingo, o ídolo rossonero deixou claro o desejo de continuar e ajudar a encontrar soluções para a equipe dar a volta por cima.


Kaká pode ser liberado pelo Milan, mas meia afirma desejo de continuar

- Minha vontade é de permanecer e jogar por mais um ano. Acho que isso conta, mas a diretoria deve decidir o que fazer, quais são os projetos. Tem sido um ano difícil para todo mundo Milan, com tantos problemas, troca de treinador, mas temos muitas soluções para buscar, e acho que o momento de crise pode nos mostrar o caminho certo - disse Kaká.

O "Gazzetta" explica que o Orlando City, que começará a jogar a Major League Soccer (MLS, principal liga de futebol dos Estados Unidos) a partir de 2015 é o principal candidato a tirar o meia do Milan. O dono do clube, o empresário brasileiro Flávio Augusto da Silva, lidera uma empresa de curso de idiomas que patrocina o jogador e já declarou que pretende contratar uma grande estrela brasileira. Kaká, por outro lado, nunca escondeu seu desejo de jogar no país da América do Norte.

O São Paulo, clube que revelou Kaká sonha repatriar o meia. O novo presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, disse que o jogador "cairia como uma luva" no Tricolor e até provocou polêmica ao dizer que o jogador é a "cara do Tricolor".

Fonte: GloboEsporte