Kubica mexe os dedos da mão e sabe da extensão de lesões

Kubica mexe os dedos da mão e sabe da extensão de lesões

Polonês da Renault-Lotus sente dores nos locais atingidos pelo acidente

Após o grave acidente no domingo e a operação de mais de sete horas no Hospital Santa Corona, na cidade de Pietra Ligure, para a reconstrução de sua mão direita, Robert Kubica acordou nesta manhã e mexeu os dedos da mão atingida, o que deixou os médicos animados. Além disso, o piloto foi informado da extensão de suas lesões. Segundo Daniel Morelli, seu empresário, o polonês de 26 anos, que também sofreu fraturas no braço e na perna, está com plenas funções cerebrais.

- Finalmente falei com ele e Robert mostrou que está entendendo tudo perfeitamente. A atividade cerebral dele está intacta e estamos muito aliviados. Isto dá muita esperança. Obviamente, ele sente muitas dores em sua perna e na mão. Ele precisará de tempo para se recuperar - diz Morelli, em entrevista ao site italiano "IVG".

Mario Igor Rossello, especialista em mãos que cuidou de Kubica, foi cautelosamente otimista sobre o progresso do polonês desde o procedimento e disse que os resultados são extremamente satisfatórios. Entretanto, ele ressalta que ainda é cedo para saber se as funções da mão do piloto foram completamente restauradas após a longa cirurgia de domingo.

- A noite foi muito tranquila e o paciente está estável. A mão parece responder bem aos estímulos e a vascularidade parece reativada. Ainda é cedo para saber se a operação funcionou bem, como disse ontem (domingo). Precisaremos de cinco a sete dias para saber se a circulação está boa e mais tempo para avaliar a funcionalidade. Foi difícil, mas o resultado foi muito satisfatório.

Além disso, o antebraço de Kubica não apresentava sinais de infecções. Kubica será sedado novamente, ao menos pelas próximas 24 horas, período em que os médicos decidirão como tratar as lesões no cotovelo e no ombro. Ele poderá precisar de mais uma operação em alguns dias.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com