Lei: Bolsa com incentivo financeiro vai ajudar os atletas na capital Teresina

A Prefeitura já reservou R$ 100 mil para os atletas que serão contemplados

Os atletas de Teresina agora contam com um incentivo financeiro a mais para seguirem suas carreiras. A Lei Denis Queiroz propõe que a Prefeitura Municipal de Teresina, por intermédio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semel), doe aos atletas da capital uma bolsa para ajudá-los a seguir nas competições. A Prefeitura já reservou R$ 100 mil para os atletas que serão contemplados.

A lei já existe desde 2010, mas deverá ser seguida rigorosamente a partir de agora. O edital do Bolsa Atleta será lançado nos próximos dias e os interessados em receber o auxílio mensal deverão se inscrever para serem avaliados por uma Comissão formada por membros da Secretaria Municipal de Esportes (Semel), Câmara Municipal, Federações Esportivas e Creci. O disciplinamento do grau correspondente à concessão do Bolsa Atleta será dividido em Bolsa Mérito Internacional no valor de R$ 600,00, Mérito Nacional R$ 400,00, Mérito Regional R$ 300, Mérito Estadual R$ 250,00.

O superintendente da SDU Leste, Ronney Lustosa, de quem partiu a iniciativa de criação da lei, explica que ela é dividida em duas categorias, a ?Bolsa Mérito Esportivo? e a ?Bolsa Revelação?. A Bolsa Mérito Esportivo é aquela concedida a atletas que tenham obtido destaque em competições estaduais, nacionais e internacionais. Já a Bolsa Revelação será concedida ao atleta que tenha obtido destaque em competições municipais organizadas pela Semel e Secretaria Municipal de Educação (Semec).

?Com a lei que havia antes, apenas os atletas de destaque nacional poderiam ser contemplados com a bolsa, mas eles nunca eram porque elas também estavam nos pré-requisitos para ganhar a Bolsa Nacional e, na hora de optar, eles nunca queriam a bolsa dada pela PMT, pois o valor era inferior. Com essa nova lei, se o atleta vencedor de uma competição for contemplado com a Bolsa Nacional, a nossa bolsa irá para aquele que não ficou tão bem colocado e não conta com nenhuma bolsa?, disse Ronney.

Ele explica que essa lei é bastante completa e busca amparar o atleta. Para que ela fosse elaborada, aconteceram várias discussões sobre o assunto com representantes de Federações Esportivas da capital. ?Discutimos muito antes de elaborar a lei. O professor de judô Denis Queiroz, presidente da Federação Piauiense de Judô, ajudou-me bastante?, afirmou.

Fonte: Pollyana Carvalho