Lewis Hamilton vence GP de ultrapassagens; Massa em sétimo

Lewis Hamilton vence GP de ultrapassagens; Massa em sétimo

Felipe Massa chegou a andar na terceira posição, mas terminou em sétimo, uma posição à frente de Valtteri Bottas

O inglês Lewis Hamilton venceu um intenso duelo com o companheiro de Mercedes, Nico Rosberg, e foi o primeiro colocado no GP de Bahrein de Fórmula 1 neste domingo (6). A corrida foi marcada por várias ultrapassagens, que não haviam acontecido nas duas primeiras provas do ano. Sergio Pérez, da Force India, completou o pódio.

Felipe Massa chegou a andar na terceira posição, mas terminou em sétimo, uma posição à frente de Valtteri Bottas, seu companheiro de Williams. Massa quase ultrapassou Sebastian Vettel na penúltima volta, mas levou o troco e ficou mesmo em sétimo. O alemão chegou a fechar a porta e deixar Massa quase fora da pista; depois da prova, o brasileiro disse que o rival foi "agressivo demais".

Daniel Ricciardo (Red Bull), quarto colocado, e Nico Hulkenberg (Force India), quinto, foram os outros pilotos que ficaram à frente de Massa. A Williams fez uma parada a mais que os concorrentes diretos e acabou se dando mal por causa do safety car que entrou, na parte final da prova, por causa de uma capotagem do mexicano Esteban Gutiérrez (Sauber).

Massa pulou da sétima para a terceira posição na largada, logo à frente de seu companheiro na Williams. A partir daí, a briga pelo terceiro lugar com as Force India de Sergio Pérez e Nico Hulkenberg foi intensa.

Enquanto isso, Nico Rosberg, pole position, e Lewis Hamilton faziam um duelo intenso pela liderança. O inglês levou vantagem, com o alemão sempre na cola.

Na 12ª volta, Pérez superou Massa e subiu para a terceira posição. O brasileiro recuperou o lugar nas paradas de boxe, mas acabou superado por Bottas nos pits e ficou na quarta posição.

Enquanto a Williams planejava três paradas, a Force India só faria duas. Bottas parou novamente antes de Massa, que tentou e não conseguiu segurar Pérez e Hulkenberg.

O brasileiro foi aos boxes pela segunda vez e, voltas depois, antecipou sua terceira parada em relação ao finlandês. Mas enquanto Bottas estava nos boxes, uma capotagem impressionante da Sauber de Gutiérrez, atingido pela Lotus do venezuelano Pastor Maldonado, interrompeu a corrida. O safety car entrou.

A partir daí, as Williams precisaram acelerar nas dez últimas voltas para tentar recuperar algumas posições. Jenson Button foi a vítima de Massa, agora sétimo, e Bottas, logo atrás.

À frente dos dois, Daniel Ricciardo deixava o companheiro de Red Bull e tetracampeão Sebastian Vettel para trás. Ainda no início da corrida, o alemão, possivelmente com problemas no carro, já havia recebido uma ordem semelhante à da Williams no GP da Malásia, de que o australiano era "mais rápido". Na ocasião, Vettel abriu passagem.

Ricciardo também passou Hulkenberg e ficou em quarto. Nas voltas finais, a briga pela liderança voltou a ser intensa, e Rosberg atacou Hamilton, que deu o troco, defendeu a posição e conseguiu ficar com a vitória.

Fonte: UOL