Lindolfo Monteiro depende de vistoria dos Bombeiros para reabrir

A reforma do estádio custou R$ 186.954,98.

A Prefeitura de Teresina está aguardando apenas a vistoria do Corpo de Bombeiros para que o estádio municipal Lindolfo Monteiro seja finalmente liberado, o que deve acontecer ainda nesta semana. A reforma do estádio custou R$ 186.954,98 e teve início ainda em 2015. Inicialmente, a Prefeitura havia anunciado que o estádio seria reaberto no último domingo (25). 

"Tudo que era exigido no Estatudo do torcedor nós fizemos, o estádio já está pronto. Também já implantamos o Sistema de Proteção a descargas atmosféricas (SPDA). Para a obra foi feito um contrato de 90 dias, prazo mínimo planejado para a execução de todos os serviços e que foi cumprido em sua totalidade pela Prefeitura. O início dos trabalhos foi em 25 de janeiro deste ano e o término se deu ontem, 25 de abril", afirmou o gerente de obras da Sdu Centro-Norte, Jeferson Oliveira.

Segundo o gerente, foram construídas entrada e saída para ambulância, possibilitando o acesso do veículo desde a parte externa até o gramado, também foi instalada a iluminação de emergência. Foi feita ainda a pintura interna e externa, recuperação do gramado e alambrados, além posta toda a parte de sinalização que vai indicar a quantidade de pessoas por setor.

"O Lindolfo Monteiro é um dos primeiros estádios municipais do Nordeste a atender o Estatuto do Torcedor, sobretudo no que toca às regra de combate a incêndio, pânico e SPDA", comenta.

Com a reforma, o "Lindolfinho" oferecerá uma segurança maior aos torcedores que forem lá para assistirem às partidas de futebol e outros eventos. "São, ao todo, sete saídas de emergência para os torcedores e também um sistema de barra antiesmagamento nas arquibancadas", disse Jeferson. 


Estádio Lindolfo Monteiro (Crédito: Reprodução)
Estádio Lindolfo Monteiro (Crédito: Reprodução)


Fonte: Portal Meio Norte