Lutadora do UFC  diz fazer máximo de sexo antes de lutar

Lutadora do UFC diz fazer máximo de sexo antes de lutar

Campeã do peso-galo do Strikeforce também fala que não pode se contentar com o contrato do UFC e quer treinar duro para ter o cinturão

Medalhista olímpica no judô, atual campeã peso-galo do Strikeforce e primeira mulher a assinar um contrato com o UFC na história, Ronda Rousey aumenta sua popularidade a cada dia que passa. Na noite desta quarta-feira, ela participou do programa "Jim Rome on Showtime" e mais uma vez mostrou a personalidade forte de sempre. Sem perder o bom humor, falou de temas tabus, como sexo antes das lutas. Há atletas que evitam a atividade antes de competições importantes, mas a loira prefere fazer exatamente o contrário: quanto mais próximo da luta, melhor.

- Para as meninas, o sexo aumenta a testosterona, então eu tento fazer tanto quanto possível antes de eu lutar - disse ela.



Rousey também comentou a polêmica com Georges St-Pierre. Durante o treino aberto do UFC 154, o campeão meio-médio do UFC disse que se sentiu feliz pelas lutadoras por causa da chegada do MMA feminino à organização, mas que por outro lado tinha uma mentalidade diferente, da "velha escola", e que é difícil para ele conseguir assistir aos duelos entre mulheres. Miesha Tate respondeu ao canadense, e Ronda apoiou a sua última adversária.

Sexo antes das lutas

"Para as meninas, o sexo aumenta a testosterona, então eu tento fazer tanto quanto possível antes de eu lutar. Não com todo mundo, eu não coloco isso em anúncios ou qualquer coisa, mas, se tenho um parceiro constante, vai ser algo ser como: "Ei, a luta está chegando" (risos)."

Chegada ao UFC

"Há muito mais que eu quero fazer. Uma vez que como isso aconteceu, eu era como: "Sim, isso é incrível"! E, em seguida, eu já pensei: "Agora tenho que lutar, agora tenho que fazer isso". Estou muito, muito animada, mas eu realmente não posso perder tempo apenas comemorando porque há muito o que se fazer. Eu preciso me preparar para a luta que vai vir. Não posso simplesmente me acomodar com o contrato assinado, tenho que ganhar a minha luta."



Polêmica com Georges St-Pierre

"Inicialmente, a maneira como ele (St-Pierre) disse isso me lembra muito quando você ouve os fãs de boxe sobre o MMA. Eles dizem que são bons atletas e talentosos, mas que não gostam de assistir a caras transando no chão, que não é um esporte de homens de verdade... esse tipo de preconceito contra o esporte. St-Pierre parece ter o mesmo tipo de preconceito em relação às mulheres no MMA. Ele disse com a maior delicadeza possível, mas não é uma coisa delicada de se dizer."

Reação dos fãs no Twitter

"As pessoas estavam ficando com raiva de mim, dizendo que eu estava errada. Mas se há uma ausência de debate, acho que praticamente significa a aceitação da mesma. Essas meninas, quando vão à luta, estão dando seus corações, elas merecem ser celebradas e não apenas meramente toleradas."

Fonte: Sportv