Aposentado? Ele quer primeiro ficar bom, diz mãe de Adriano Imperador

Aposentado? Ele quer primeiro ficar bom, diz mãe de Adriano Imperador

Desde abril do ano passado, Adriano luta para se recuperar de uma cirurgia no tendão de Aquiles.

Na luta para voltar ao futebol, Adriano viu as portas se fecharem até no Flamengo, clube que o revelou mas, no fim do ano passado, rescindiu seu contrato. Porém, mesmo sem vínculo com clube nenhum, o Imperador ainda tem o voto de confiança da família e, em especial, da mãe, dona Rosilda.

? Ele quer primeiro ficar bom. Ele operou e só quer voltar quando estiver bem ? afirmou dona Rosilda.

O apoio dos parentes tem sido uma fonte de segurança para o atacante de 31 anos. Desde abril do ano passado, Adriano luta para se recuperar de uma cirurgia no tendão de Aquiles. O América fez um projeto para tentar convencer o Imperador a defender o clube na Série B do Rio, mas, segundo o presidente Vinícius Cordeiro, recebeu um não como resposta.

? Ele me ligou na Páscoa. Adorou o projeto e agradeceu, mas disse que não quer mais jogar futebol. Tem todo um problema familiar envolvido porque não querem que ele fique parado ? disse o dirigente.

Na noite de segunda-feira, Adriano entrou no Twitter para negar contato com o América e reafirmar o desejo de voltar a jogar futebol.

?Eu não tive contato nenhum com o América e no fim de semana retrasado eu não fui a SP acertar com o Palmeiras. Fui apenas viajar com a minha namorada. Agora vamos falar de coisa boa, estou treinando numa academia para que no meio do ano esteja pronto para jogar num clube que esteja interessado em mim?, escreveu o Imperador.

Companheiro de Adriano no Flamengo, o ex-lateral Athirson acredita que o Imperador precisa saber se conseguirá ser o que era antes das duas cirurgias no tendão de Aquiles.

? O Adriano deveria ver qual o problema físico que tem. Se ele vai ter condições de jogar 100%. Se não tiver, se ele vai querer jogar assim. Já são duas cirurgias. É muito forte no lugar que não tem muita recuperação. Ele tem que se cuidar. O Roque Junior, que jogou comigo no Bayer Leverkusen teve uma lesão parecida e fazia de tudo. Tomou injeções, fez tratamento nos Estados Unidos...é um lugar muito ruim ? questionou Athirson, que lamentou os rumos da carreira do Imperador. ? Fico triste porque poderia ter participado da última Copa do Mundo e poderia participar desta do ano que vem. Mas só ele sabe qual o momento dele.

Fonte: Extra