Manchester United arranca empate com o Arsenal e conquista tricampeonato inglês

Os Red Devils chegaram aos 87 pontos e não podem mais ser alcançados pelo Liverpool

Mesmo sem apresentar um bom futebol, o Manchester United arrancou um empate de 0 a 0 com o Arsenal em Old Trafford e assegurou o tricampeonato inglês com uma rodada de antecipação. Com o resultado, os Red Devils chegaram aos 87 pontos e não podem mais ser alcançados pelo Liverpool, segundo colocado com 80. De quebra, o time se igualou ao arquirrival em números de conquistas nacionais: 18.

Além disso, o Manchester United é o único time duas vezes tricampeão no futebol inglês (a primeira série foi entre 1999 e 2001). Apenas três equipes tiveram três conquistas seguidas: Huddersfield Town, Arsenal e Liverpool.

Contando com a apoio de sua torcida, que lotou o estádio de Old Trafford e que teve ainda com o reforço do velocista jamaicano Usain Bolt, o Manchester United começou a partida tentando sufocar o Arsenal.

Ao contrário do que faz na maioria das vezes, o técnico Alex Ferguson deixou o búlgaro Berbatov no banco e escalou o argentino Carlitos Tevez no ataque ao lado de Rooney e Cristiano Ronaldo. E logo aos três minutos, por pouco, em uma jogada feita pelo trio, o Manchester não abriu o placar.

No entanto, aos poucos, o Arsenal, que atuava apenas com Van Persie na frente, ia equilibrando a partida e criando boas oportunidades. O time da casa, por sua vez, começava a dar sinais de ansiedade em tentar resolver o duelo, permitindo assim que os visitantes crescessem mais ainda na partida. Nasri e Arshavin, inspirados, davam trabalho à defesa dos Diabos.

No segundo tempo, a partida ganhou um toque de nervosismo, com Evra e Fábregas se desentendendo logo aos dois minutos. Após levar um sola do meia espanhol, o lateral francês deixou o campo jurando revide, Ao retornar, entrou de maneira dura em Van Persie. O árbitro M. Dean parou a partida e chamou vários jogadores dos dois times para uma conversa.

Fechado atrás, o Arsenal segurava o Manchester United que pouco produzia. Tentando dar mais força no meio-de-campo, o técnico Alex Ferguson sacou Tevez, e colocou o sul-coreano Park aos 20 minutos. No entanto, a torcida não gostou nada da troca e vaiou o lendário treinador.

Aos 33, a melhor chance dos anfitriões na partida. Em cobrança de falta pela esquerda, Cristiano Ronaldo tirou tinta da trave do goleiro Fabianski. Cinco minutos depois, o Arsenal, que queria se vingar da eliminação para os Diabos nas semifinais da Liga dos Campeões, por muito pouco não colocou água no chope do Manchester. Após bela troca de passes, a bola sobrou para Fábregas que chutou para difícil defesa de Van der Sar. A bola ainda desviou na trave.

Nos minutos finais, satisfeito com o 0 a 0, o Manchester cadenciou a partida e, no apito final do juiz, fez a festa no Teatro dos Sonhos.

Agora, o foco dos Diabos é a final da Liga dos Campeões contra o Barcelona, no próximo dia 27 de maio, no estádio Olímpico de Roma. Se levar o bi da Champions, o Manchester levantará incríveis cinco títulos na temporada 2008/2009. O clube já conquistou a Supercopa da Inglaterra, Supercopa da Europa, Copa da Liga Inglesa e o Campeonato Inglês neste sábado.

Todos os campeões na Inglaterra

18 títulos - Manchester United

18 títulos - Liverpool

13 títulos - Arsenal

9 títulos - Everton

7 títulos - Aston Villa

6 títulos - Sunderland

4 títulos - Newcastle United, Sheffield Wednesday

3 títulos - Leeds United, Wolverhampton, Huddersfield Town, Blackburn Rovers e Chelsea

2 títulos - Preston North End, Tottenham Hotspurs, Manchester City, Burnley, Derby County e Portsmouth

1 títulos - Ipswich Town, Sheffield United, West Bromwich Albion e Nottingham Forest

No elenco do Manchester United, o brasileiro Anderson se tornou o primeiro jogador tupiniquim a ser bicampeão na história do clube. Já os gêmeos Rafael e Fábio e o ex-colorado Rodrigo Possebon conquistaram o primeiro caneco inglês com a camisa dos Red Devils.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com