Mano quebra escrita de 18 anos e Seleção Brasileira vence a Ucrânia com gols de Daniel Alves e Pato

Mano quebra escrita de 18 anos e Seleção Brasileira vence a Ucrânia com gols de Daniel Alves e Pato

Daniel Alves e Alexandre Pato marcaram os gols brasileiros. Os dois são os artilheiros da Seleção de Mano.

Mano Menezes continua 100% no comando da Seleção Brasileira após os três primeiros amistosos. Mostrando um futebol eficiente, mas sem brilho, a equipe venceu a Ucrânia por 2 a 0 na fria noite desta segunda-feira no Pride Park, em Derby, na Inglaterra.

Daniel Alves e Alexandre Pato marcaram os gols brasileiros. Os dois são os artilheiros da Seleção de Mano. O lateral de Barcelona já marcou duas vezes, enquanto que o atacante do Milan foi três vezes às redes em três partidas.

A defesa segue sem tomar gols com o novo comandante. Antes de vencer a Ucrânia, o Brasil havia derrotado os Estados Unidos por 2 a 0 em Nova Jersey e o Irã por 3 a 0 em Abu Dhabi. Em setembro, o grupo se reuniu para treinar e venceu jogo-treino contra o Barcelona B por 3 a 0.

Desde 1991, com Carlos Alberto Parreira no banco, que um técnico não vencia as três primeiras partidas no comando da Seleção. Agora, Mano terá seu maior desafio no dia 17 de novembro. O Brasil faz o clássico com a Argentina em Doha, no Catar.

O jogo - O primeiro tempo teve um nome: Daniel Alves. Dos pés do lateral-direito saíram as principais chances do Brasil. Logo nos primeiros minutos, o jogador do Barcelona chutou duas vezes por cima do gol de Dykan, uma em cobrança de falta e uma após receber passe de Pato.

A alteração de Mano Menezes, que colocou Elias no lugar de Philippe Coutinho, deu resultado. O meio-campo ficou mais povoado e a Seleção deu pouco espaço para o adversário. O corintiano revezou com Ramires nas funções de volante e meia.

Aos 24min, Elias roubou bola no circulo central e tocou para Robinho. O capitão brasileiro tabelou com Pato e cruzou na medida para Daniel Alves, que chegava sozinho pela direita. O lateral bateu para o chão, tirando do alcance do goleiro, e fez 1 a 0 Brasil.

A Seleção teve a chance de ampliar aos 35min com Pato, depois de bobeira da zaga europeia. O atacante driblou o marcador e, com o gol à sua frente, acertou a trave. No rebote, Carlos Eduardo pegou mal na bola e mandou por cima do gol.

Os ucranianos assustaram o Brasil apenas duas vezes, ambas com Aliyev. Na primeira, o camisa 8 bateu falta com força e obrigou Victor e fazer difícil defesa. Depois, ele superou o goleiro gremista e fez o gol, mas o árbitro inglês Martin Atkinson já havia marcado falta no início do lance.

No segundo tempo, o Brasil recuou um pouco e deu o campo à Ucrânia, que se aproveitou e quase chegou ao empate quando Rotan acertou a trave. Os torcedores ucranianos vibraram nas arquibancadas do estádio sem camisa, apesar da temperatura de 10°C.

Mas aos 18min, o Brasil definiu a partida. Carlos Eduardo fez jogada pela direita e cruzou para Pato, que girou em cima do zagueiro antes de marcar. 2 a 0 Brasil. Mano aproveitou então para fazer mais testes na Seleção.

Giuliano fez segunda partida com a camisa verde e amarela substituindo Carlos Eduardo. Nilmar e Sandro, jogadores presentes em convocações de Dunga, entraram em campo pouco depois. Por fim, André entrou no lugar do capitão Robinho, e Elias deu lugar a Wesley.

Aos 33min, Daniel Alves cobrou falta e a bola saiu perto do travessão ucraniano. A Seleção passou a jogar com mais calma, trocando passes e procurando espaços na marcação ucraniana. O Brasil ainda ameaçou novamente aos 46min, em chute de Nilmar, mas o resultado se manteve















FICHA TÉCNICA

Brasil 2 x 0 Ucrânia

Gols

Brasil: Daniel Alves, aos 23min do 1º tempo, e Alexandre Pato, aos 18min do 2º tempo

Ponto Forte do Brasil

Apoio de Daniel Alves pela direita foi novamente eficiente, e rendeu no primeiro gol da Seleção.

Ponto Forte da Ucrânia

Marcação forte no meio de campo dificultou o setor de criação do Brasil .

Ponto Fraco do Brasil

Equipe voltou a demonstrar falta de criatividade no meio de campo, sem a presença do lesionado Paulo Henrique Ganso. As melhores jogadas saíram com Robinho e Daniel Alves pelas alas.

Ponto Fraco da Ucrânia

Atacou pouco, facilitando o trabalho para a defesa brasileira.

Personagem do jogo

Alexandre Pato: fez seu terceiro gol em três jogos com Mano Menezes na Seleção Brasileira, além de se movimentar bem e acertar chute na trave.

Lance polêmico

Pelo segundo jogo seguido, o Brasil viu um gol adversário ser anulado pela arbitragem de forma estranha. Aos 43min, Oleksandr Aliev aproveitou sobra na área e venceu o goleiro Victor. A arbitragem, porém, viu irregularidade no lance, alegando falta em Lucas na área.

Esquema Tático do Brasil

4-2-3-1

Victor; Daniel Alves, David Luiz, Thiago Silva e André Santos (Adriano); Lucas e Ramires (Sandro); Elias (Wesley), Carlos Eduardo (Giuliano) e Robinho (André); Alexandre Pato (Nilmar). Técnico: Mano Menezes

Esquema Tático da Ucrânia

4-5-1

Andriy Dykan; Vitaliy Mandziuk, Oleksandr Kucher, Artem Fedetskiy e Oleksandr Romanchuk; Volodymyr Polioviy (Oleksiy Gai), Anatoliy Tymoschuk, Oleg Gusiev (Igor Hudobiak), Oleksandr Aliev e Ruslan Rotan; Artem Milevskiy (Yevgen Selezniov). Técnico: Yuriy Kalitvintsev

Cartões amarelos

Brasil: Ramires

Ucrânia: Oleksandr Kucher, Artem Fedetskiy e Anatoliy Tymoschuk

Árbitro

Martin Atkinson (ING)

Local

Estádio Pride Park, em Derby (ING)

Fonte: Terra, www.terra.com.br