Maradona se prepara para convocar seleção argentina

Diego Maradona se prepara para elaborar uma pré-convocação de 30 atletas

Após convocar 108 jogadores desde que assumiu o comando da seleção argentina, no final de 2008, Diego Maradona se prepara para elaborar uma pré-convocação de 30 atletas para a Copa do Mundo deste ano que precisará inscrever na Fifa até segunda-feira.

Na quarta-feira, depois de um amistoso entre o Haiti e um combinado de jogadores argentinos que jogam no país - a Argentina venceu por 4 a 0 -, Maradona avisou que deve continuar fazendo avaliações.

Dos 30 jogadores que passarão a ser 23 na Copa, Maradona tem uma base de 17 ou 18 nomes que dificilmente deixará de levar para o Mundial na África do Sul.

Entre os goleiros, devem ser chamados Sergio Romero (AZ Alkmaar), Mariano Andújar (Catania) e Diego Pozo (Colón de Santa Fé), com Adrián Gabbarini (Independiente) correndo por fora nas últimas semanas.

Se a Copa começasse hoje, os quatro defensores seriam Nicolás Otamendi (Vélez Sarsfield), Martín Demichelis (Bayern de Munique), Walter Samuel (Internazionale de Milão) e Gabriel Heinze (Olympique de Marselha), com Nicolás Burdisso (Roma) na reserva.

Clemente Rodríguez e Marcos Angeleri (Estudiantes de La Plata), Javier Zanetti (Inter de Milão), Nicolás Pareja (Espanyol) e Fabricio Coloccini (Newcastle) estão na lista de espera.

O meio-campo é onde Maradona tem mais opções. Jonás Gutiérrez (Newcastle), Javier Mascherano (Liverpool), Juan Sebastián Verón (Estudiantes) e Ángel Di María (Benfica) têm vantagem sobre o resto.

Em seguida, vêm José Sosa (Estudiantes), Javier Pastore (Palermo), Mario Bolatti (Fiorentina), Maxi Rodríguez (Liverpool), Jesús Dátolo (Olympiacos), Juan Mercier (Argentinos Juniors), Esteban Cambiasso (Inter de Milão), Fernando Gago (Real Madrid) e Ever Banega (Valencia).

Não se discute a titularidade de Lionel Messi (Barcelona) e Gonzalo Higuaín (Real Madrid) no ataque e que os reservas serão Diego Milito (Inter de Milão), Carlos Tévez (Manchester City) e Sergio Agüero (Atlético de Madri).

Se Maradona decidir levar mais um atacante, Martín Palermo (Boca Juniors) é o principal candidato. Ezequiel Lavezzi (Napoli) tem menos chances.

Fonte: Yahoo