Messi entra na etapa final, marca duas vezes, e Barcelona e Getafe fecha placar em 4x1

Messi entra na etapa final, marca duas vezes, e Barcelona e Getafe fecha placar em 4x1

Brasileiro Adriano também balança a rede na vitória do time culé sobre o Getafe por 4 a 1. Resultado garante liderança isolada da equipe catalã

O jogo estava morno, a vitória era magra. Mas bastou Lionel Messi entrar em campo para o Barcelona deslanchar e garantir mais três pontos na tabela de classificação do Campeonato Espanhol. Neste sábado, com dois gols do argentino, que atuou apenas 36 minutos, o time culé venceu o Getafe por 4 a 1, fora de casa, e se manteve na liderança da competição com 100% de aproveitamento. O brasileiro Adriano e o espanhol David Villa completaram a goleada. Sarabia descontou.

Com o resultado, o Barcelona chegou aos 12 pontos em quatro partidas. Na próxima quarta-feira, o time culé vai estrear na Liga dos Campeões, contra o Spartak de Moscou, no Camp Nou. Pelo Espanhol, o próximo desafio será diante do Granada, no dia 23.

Vale lembrar que esse foi o segundo gol de Adriano em duas partidas consecutivas pelo Barcelona. Na rodada passada, na vitória por 1 a 0 sobre o Valencia, o lateral-esquerdo também balançou a rede no triunfo catalão. E foi justamente por conta do jogo da Liga dos Campeões que Tito Villanova poupou vários titulares. Além de Messi, atletas que costumam figurar no time principal ficaram entre os suplentes, entre eles o brasileiro Daniel Alves.

Após os amistosos internacionais e os jogos das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, o técnico Tito Villanova decidiu poupar dois dos seus principais jogadores. Lionel Messi e Daniel Alves iniciaram o confronto no banco de reservas. Fato raro na carreira do argentino. A última vez que o camisa 10 do time catalão iniciou uma partida entre os suplentes foi no dia 10 de setembro de 2011.

Sem Messi, Daniel Alves e Iniesta, que com uma distensão muscular na perna direita foi vetado do confronto, o Barcelona sentiu dificuldades para chegar ao gol do Getafe. Com Xavi como maestro, o time não conseguia furar o bloqueio defensivo do adversário. Para se ter ideia, a primeira chance clara do time catalão aconteceu apenas aos 24 minutos. Thiago Alcântara rompeu pela intermediária, passou por dois rivais e finalizou no travessão.

Com tal cenário, apenas uma jogada individual poderia resolver a favor do Barça. E foi justamente isso que aconteceu aos 31 minutos. Fàbregas partiu da intermediária, invadiu a área e passou por um adversário. Antes de finalizar, a bola sobrou para Adriano, que bateu cruzado para vencer Moyá. A partir daí, o time catalão ficou mais sossegado para imprimir o seu estilo de posse de bola.

Adriano e Thiago Alcântara eram os destaques da equipe. Tanto que o filho de Mazinho quase marcou o segundo após belo lançamento do lateral-esquerdo. Aos 33, o apoiador dominou o lançamento e bateu de primeira para defesa de Moyá. Quase o segundo gol dos visitantes. Após o fim da etapa inicial, no banco de reservas, Messi, Villa e Daniel Alves eram apenas sorrisos na saída para o vestiário.

Barça perde Puyol, e Messi marca duas vezes no segundo tempo

Na volta para o segundo tempo, o Barcelona seguiu tendo dificuldades para furar a defesa rival. O primeiro lance de perigo aconteceu aos nove. Tello recebeu passe de Xavi na entrada da área e bateu colocado. A bola passou rente à trave de Moyá. No minuto seguinte, Puyol tentou roubar a bola de um adversário e acabou sentindo um problema no joelho. O jogador deixou o campo e para a entrada de Mascherano.

A contusão do jogador se transformou em motivo de preocupação para a estreia na Liga dos Campeões. Iniesta já está vetado para o confronto diante dos russos. Aos 13, o que todos os torcedores do Barcelona esperavam. Messi entrou em campo na vaga de Thiago Alcântara, que vinha tendo atuação destacada.

A entrada do jogador mudou visivelmente o panorama do jogo. O Barcelona passou a ser mais agudo. E logo em sua primeira jogada, o argentino foi derrubado dentro da área por Miguel Lucas. O árbitro Teixeira Vitienes não percebeu o toque do defensor e assinalou apenas o escanteio. O atacante culé reclamou pela não marcação da falta.

Seis minutos depois, Pedro foi quem fez a jogada dentro da área e acabou derrubado por Valera. Desta vez, sem pensar duas vezes, o árbitro assinalou a penalidade. Messi cobrou com categoria e fez o segundo do Barça na partida, o seu quarto no Campeonato Espanhol. Não demorou ao argentino marcar mais um. Aos 33, Montoya cruzou da esquerda e o craque só teve o trabalho de escorar para a rede.

Aos 34, o Getafe ainda diminuiu a diferença. Sarabia recebeu pelo lado direito da grande área e finalizou. A bola desviou em Adriano e Mascherano e enganou Valdés, que nada pôde fazer. No fim, Villa recebeu ótimo lançamento de Fàbregas e tocou na saída de Moyá. Festa culé.

Fonte: Globo Esporte