Mexicanos buscam 1º título da América

Contra o Inter, Chivas tenta quebrar sina de não vencer times do Brasil em mata-mata

Já são doze anos de participação mexicana na Libertadores, mas até agora o país da América Central consegui, no máximo, um vice campeonato no torneio ? em 2001, com o Cruz Azul, que perdeu a final para o Boca Juniors, nos pênaltis.

Nesta quarta-feira (18), contra o Inter, no Beira Rio, o Chivas tem a chance de colocar o México na lista dos países campeões do torneio. Mas, para conseguir pela primeira vez conquistar a América, os mexicanos do Chivas precisam espantar um fantasma que assusta o país há mais de uma década: os clubes brasileiros.

Até hoje, o Rebanho, como são apelidados os jogadores da equipe, já jogou seis vezes no Brasil pela Libertadores e só venceu uma partida (perdeu as outras cinco). Além disso, foi eliminado do torneio todas as vezes que encontrou uma equipe brasileira nas fases decisivas.

Opine: o que pode tirar a taça das mãos dos gaúchos?

O único resultado positivo dos mexicanos em solo brasileiro (2 a 1 sobre o São Paulo, no Morumbi, em 2006), foi pela fase de grupos da competição. Em jogos de mata-mata, o Chivas foi eliminado pelo mesmo São Paulo, em 2006, na semifinal da competição. Um ano antes, em 2005, foi o Atlético-PR, também na fase semifinal, quem tirou o time de Guadalajara da final.

Na Libertadores de 1998, estreia do time (e dos mexicanos) na competição, os brasileiros voltaram a cruzar o caminho do Chivas e novamente as lembranças dos mexicanos não são boas. Uma derrota no Olímpico para o Grêmio por 2 a 0, outra em São Januário para o Vasco, pelo mesmo placar, e a eliminação do torneio na primeira fase.

O último encontro do time mexicano com brasileiros foi na Libertadores de 2008. Ainda na fase de grupos, o Chivas perdeu na Vila Belmiro por 1 a 0 (após ter vencido no México por 3 a 2) e ficou de fora do mata-mata da competição.

Fonte: R7, www.r7.com