Minotauro é nocauteado, e Wanderlei renasce no UFC 110 na Austrália

Minotauro é nocauteado, e Wanderlei renasce no UFC 110 na Austrália

A Austrália assistiu pela primeira vez um UFC

Wanderlei Silva, durante a pesagem para o evento

A Austrália assistiu pela primeira vez um UFC e não se decepcionou com o que viu. Com lutas de grande qualidade técnica, os australianos puderam ver o renascimento do brasileiro Wanderlei Silva, que após uma série de derrotas, venceu bem o britânico Michael Bisping. Mas a noite não foi só de festa para o Brasil.

Mesmo vindo de uma contundente vitória sobre a lenda Randy Couture, Antonio Rodrigo Nogueira, o Minotauro, foi duramente nocauteado pelo invicto Cain Velásquez na luta principal da 110ª edição do maior torneio de MMA do mundo.

Com muita velocidade, Minotauro e Cain apostaram em ir para a trocação com socos muito rápidos. O brasileiro ainda conseguiu se defender bem dos chutes altos. Mas logo Velásquez acertou um sequência fulminante. Com pouco mais de um minuto do primeiro round, derrubou Nogueira com um gancho certeiro e confirmou a vitória por nocaute após uma série de socos com o rival no chão.

Com esse resultado, Cain Velásquez segue invicto em sua carreira no MMA após oito lutas e ficou muito próximo de uma disputa do cinturão dos pesados do UFC. Já Minotauro sofreu apenas o segundo nocaute de toda sua carreira.

?Estou muito triste, mas ele teve socos mais rápidos e mereceu vencer. Cain é muito bom lutador e já não é mais novidade. É um dos melhores da atualidade. Não fiquei surpreso com essa apresentação. Sabia do que ele era capaz. Só tenho agora de agradecer a todos que vierem aqui me ver e me apoiaram?, disse o brasileiro.

Wanderlei Silva volta a vencer

Vindo de cinco derrotas em suas últimas seis lutas, o brasileiro Wanderlei Silva voltou lutar bem. Mesmo sem nocautear o rival, venceu o inglês Michael Bisping e convenceu seus fãs de que está em forma novamente.

Depois de um primeiro minuto de estudo entre os dois, Bisping conseguiu levar Wanderlei para o chão, mas o brasileiro logo conseguiu se levantar. O britânico seguiu tentando ir para o ground-and-pound e Silva buscava sequências e chutes baixos. Nos últimos segundos do primeiro round, Wanderlei balançou o rival.

Logo no início do segundo round, Wanderlei defendeu bem um chute e contra-atacou, levando Bisping ao chão e o castigando. O período seguiu sendo de mais estudo, mas sempre com o brasileiro tendo vantagem com golpes mais certeiros. No final, Silva ainda encaixou uma guilhotina, mas o inglês foi salvo pelo gongo.

Como o resultado indefinido, os dois partiram para a trocação desde os primeiros segundos. Mas novamente Wanderlei Silva foi mais efetivo e com um cruzado certeiro de direita, derrubou Michael Bisping, confirmando a vitória por decisão unânime.

?É assim com todo mundo. Todos temos momentos ruins nas nossas vidas e nas nossas carreiras. Eu tinha de tentar. Tenho técnicos incríveis que me ajudaram muito. Muito obrigado Austrália, me sinto em casa mesmo?, disse o brasileiro após a luta.

Primeiras lutas da noite

Vindo de duas vitórias, sobre Nate Diaz e Spencer Fisher, o vencedor de uma das edições do reality show ?The Ultimate Fighter? Joe Stevenson acabou sendo surpreendido. Contra George Sotiropoulos, que lutava em casa, o norte-americano acabou sofrendo com o bom jogo de chão do rival e perdeu em decisão unânime dos juízes

Na segunda luta da noite, Keith Jardine, mesmo vindo de uma derrota para o brasileiro Thiago Silva, era favorito, mas acabou sendo derrotado por Ryan Bader. O combate começou com uma trocação aberta no primeiro round, mas com pouca efetividade. No segundo período, Bader voltou melhor e com uma sequência iniciada com uma joelhada voadora, nocauteou Jardine com um cruzado de esquerda.

Apesar de ser conhecido por seus chutes, Mirko Cro Cop apostou nos socos desde o início da luta que abriu o card principal do UFC 110. O croata castigou seu adversário desde o início do combate e acabou vencendo por nocaute técnico entre o segundo e o terceiro round, após abrir um profundo corte na testa de Anthony Perosh, com um sangramento que não pôde ser estancado pelo médicos do evento.

Fonte: AE/G1