Montillo vê Neymar acima de C. Ronaldo e admite ajuda junto a Messi

O hoje renovado meia santista confessou ter sido o responsável por uma intermediação entre a dupla mais sonhada da Europa

"Quanto está o jogo?", pergunta Montillo a um funcionário do Santos assim que chega para a entrevista com Terra. O camisa 10 queria saber o placar entre Barcelona e Real Sociedad, pela sexta rodada do Espanhol, partida em que Neymar marcaria pela primeira vez na competição. O hoje renovado meia santista confessou ter sido o responsável por uma intermediação entre a dupla mais sonhada da Europa e por tirar algumas dúvidas do ex-santista na decisão pessoal de atuar ao lado do atual melhor do mundo, o argentino Lionel Messi.

"Eu falei com os dois, mas não ajudei significativamente em nada. Eles se conheceram e tranquilizei o Neymar dizendo que não teria o problema, pois estavam falando que ele e o Messi não poderiam atuar juntos. Falei para que ficasse tranquilo, que com o Lionel estava tudo bem e que ele era uma pessoa muito tranquila. O Messi disse para mim que esperava o Neymar chegar lá", confessou o jogador.


Montillo vê Neymar acima de C. Ronaldo e admite ajuda junto a Messi

Antes de Neymar escolher o Barcelona como seu destino final, o Santos deu o aval para a proposta do principal rival do clube catalão, o Real Madrid. O jogador, no entanto, priorizou o acerto com o Barça, se apresentando com festa particular promovida pelo clube - em meio a preparação com a Seleção Brasileira para a Copa das Confederações.

​Montilo, por sua vez, atuou por cerca de seis meses com Neymar no Santos. O então craque santista foi o principal entusiasta de sua contratação chegando, inclusive, a ligar para convencê-lo na negociação. Com Messi, a relação foi estreitada devido a recentes convocações para a seleção argentina.

"Para mim o melhor do mundo é o Messi, o segundo é ele (Neymar) e o terceiro Cristiano Ronaldo. Está acima (do Cristiano) não porque sou amigo, porque joguei com ele, mas pelo que já vi fazer na Seleção e aqui. É piada. Se trata de um jogador totalmente acima da média, mas que sabe que o Messi é melhor", disse o meia. "Tomara que esteja (entre os três finalistas ao Bola de Ouro)", completou.

Em suas coletivas, Neymar sempre diz que jamais buscou ser o melhor jogador do mundo e exalta Messi, vencedor das últimas quatro edições do Bola de Ouro. Montillo, enquanto isso, acumula histórias com a dupla mais respeitada do mundo.

Fonte: Terra