Muricy Ramalho deixa o comando do Santos após dois anos no clube

Muricy Ramalho deixa o comando do Santos após dois anos no clube

A multa do treinador, por contrato, se aproxima dos R$ 4 milhões

O Santos anunciou, nesta sexta-feira, a demissão do técnico Muricy Ramalho, encerrando assim uma relação de trabalho de dois anos na Vila Belmiro. A divulgação aconteceu depois de uma reunião entre os dirigentes alvinegros e Marcio Rivellino, empresário do treinador, que tratou da multa rescisória que será paga pelo clube. Muricy, que está em Ibiúna, já havia sido comunicado da decisão na noite de quinta.

Agora, as partes apenas negociam os últimos detalhes jurídicos. A multa do treinador, por contrato, se aproxima dos R$ 4 milhões e foi, por alguns meses, o grande trunfo de Muricy diante da pressão pela sua saída. A assessoria de imprensa do Santos confirma que o clube vai pagar a rescisão do contrato ao treinador, mas o valor exato depende da negociação entre as partes.

Nesta sexta, Odílio Rodrigues, vice-presidente e atual presidente em exercício, dará uma entrevista coletiva para solucionar as questões. Muricy Ramalho, a princípio, deve descansar um pouco antes de assumir uma nova função. Embora tenha ressaltado que as coisas podem mudar com o decorrer do mercado, Tata, auxiliar e braço direito do treinador, disse que é "bem provável" que ele fique um tempo afastado dos gramados.

Já sem Muricy Ramalho, o Santos será dirigido neste sábado, contra o Grêmio, por Claudinei Oliveira, técnico da equipe sub-20, que pode até seguir como interino por mais tempo. A partida na Vila Belmiro é válida pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Muricy assumiu o Santos em abril de 2011, semanas depois de abandonar o comando do Fluminense. O treinador encontrou o time em situação complicada na fase de grupos da Libertadores, mas conseguiu a classificação para a fase eliminatórias. Mais adiante conduziu a equipe ao sonhado tricampeonato sul-americano.

No mesmo ano Muricy comandou o Santos na conquista do Campeonato Paulista, com vitória sobre o Corinthians na decisão.

Ainda em 2011, Muricy Ramalho sofreu uma das derrotas mais emblemáticas de sua carreira, com a goleada por 4 a 0 para o Barcelona na decisão do Mundial de Clubes da Fifa, no Japão.

Em 2013, apesar das contratações de Montillo e Marcos Assunção, Muricy não conseguiu oferecer um padrão tático à equipe. Mesmo assim conseguiu levar o time até a decisão do Paulista, em que foi batido pelo Corinthians. Na última semana, o treinador ainda lamentou a perda de Neymar para o Barcelona.

Mesmo antes de perder o camisa 11, a saída de Muricy Ramalho já era bastante cogitada. Na última quinta-feira, por exemplo, o diário AS, da Espanha, já informava que o argentino Marcelo Bielsa, do Athletic Bilbao, interessava ao clube brasileiro.

Em abril deste ano, Muricy precisou se afastar do Santos por um período de dez dias, em razão de uma diverticulite (inflamação no intestino grosso). O treinador ficou dois dias internado no Hospital São Luiz, em São Paulo, e na oportunidade externou a reflexão sobre abreviar a carreira.

Confira a nota oficial emitida pela diretoria do Santos:

O Comitê de Gestão decidiu que Muricy Ramalho não é mais técnico do time profissional do Santos FC. A decisão foi comunicada ao treinador nesta quinta-feira (30).

Muricy Ramalho assumiu como técnico do Santos FC em abril de 2011. Na ocasião, ajudou o Clube a sagrar-se bicampeão paulista, tri da Libertadores e vice-campeão mundial. Em 2012, comandou o Clube na conquista do tricampeonato paulista e no título da Recopa Sul-Americana. Em 2013, foi vice-campeão paulista. Ao todo, liderou o Alvinegro Praiano em 150 jogos, alcançando 72 vitórias, 42 empates e 36 derrotas. Foi o sétimo treinador que mais dirigiu o Peixe em sua história.

O Comitê de Gestão agradece os serviços prestados pelo técnico, que marcou seu nome na história do Santos FC.

Claudinei Oliveira, técnico do Sub-20 do Santos FC campeão da Copa São Paulo deste ano e desde 2009 atuando no futebol de base do Clube, dirige o time profissional na partida deste sábado (01), contra o Grêmio, na Vila Belmiro.

Reformulação

O Santos FC inicia um processo de reformulação após um dos períodos mais vencedores da história de 101 anos do Clube, com seis títulos conquistados e dois vice-campeonatos em um período de 40 meses, além da recuperação financeira que culminou, na semana passada, com a conquista da Certidão Positiva com efeitos de Negativa (Cepen), emitida pelo Ministério da Fazenda.

Esta reformulação será conduzida com serenidade pelo Comitê de Gestão em nome dos interesses dos nossos milhões de torcedores e mais de 65 mil sócios para que o Santos FC continue crescendo dentro e fora de campo.

Fonte: UOL