Na estreia do técnico Tite, Corinthians vence e quebra a sequência do Palmeiras no Brasileiro

Na estreia do técnico Tite, Corinthians vence e quebra a sequência do Palmeiras no Brasileiro

Bruno César fez o gol da vitória para o Corinthians

Após sete jogos, enfim o Corinthians voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. O triunfo voltou ao caminho do time justamente no clássico com o Palmeiras, vencido por 1 a 0 neste domingo no Pacaembu, na estreia de Tite no comando alvinegro. De quebra, a equipe do Parque São Jorge encerrou uma sequência de sete partidas sem derrotas do rival alviverde. O último revés ocorreu no jogo com o São Paulo, também no Pacaembu. Bruno César fez o gol solitário da partida.

O Corinthians chega a 53 pontos na tabela do torneio, colocando pressão no Cruzeiro, que enfrenta o Atlético-MG ainda neste domingo. O time também contou com o tropeço do Fluminense, que foi derrotado pelo Atlético-PR na Arena da Baixada. Já o Palmeiras fica no meio da tabela, com 44 pontos, mas distante da briga por uma vaga na Copa Libertadores via Campeonato Brasileiro.

O jogo contou com a presença de Mano Menezes, ex-técnico do Corinthians e atual comandante da Seleção Brasileira, nos camarotes do Pacaembu. O treinador acompanha as principais partidas do Brasileiro para observar jogadores passíveis de convocação.

Tite escalou o Corinthians em sua equipe "ideal", com uma linha de quatro na defesa e um forte meio de campo. Jucilei e Ralf formaram a dupla de volantes, enquanto Bruno César e Elias ficaram responsáveis pela criação. Na frente, setor em que o time mais sofre com desfalques, Iarley fez companhia a Ronaldo.

Já o Palmeiras teve surpresas a seu torcedor. Titular no confronto com o Universitario de Sucre, pela Copa Sul-Americana, Valdivia ficou como opção no banco. O técnico Luiz Felipe Scolari escalou Lincoln entre os titulares, com Luan no ataque ao lado de Kleber. Na lateral direita, o garoto Luiz Felipe fez sua estreia como profissional.

Bruno César abre o placar

O jogo começou animado, com as equipes trocando passes de primeira no meio de campo e dando trabalho às defesas. Aos 7min, Jucilei dominou pela esquerda e chutou cruzado, mandando a bola com perigo à esquerda do gol de Deola. O Corinthians era quem arriscava mais, e ameaçou novamente aos 12min, em chute de Ronaldo que foi por cima do gol.

O Palmeiras esperava o adversário, atraindo o time alvinegro à sua defesa. Elias e Bruno César trocavam passes com velocidade, mas não conseguiam entrar na área. E foi num chute de longe que o placar foi alterado, aos 22min. Bruno César arriscou de fora da área e contou com desvio em Marcos Assunção para enganar Deola e marcar seu 12º gol no Brasileiro.

A equipe alviverde passou a sair mais para o jogo após ser vazada, dando trabalho a Júlio César. Aos 25min, o goleiro defendeu em lance cruzado pela esquerda que contou com desvio de Kleber. Dois minutos depois, o arqueiro agarrou com segurança depois de falta cobrada por Marcos Assunção.

O Palmeiras passou a trocar passes no meio de campo, procurando espaços na defesa corintiana, mas quem ameaçou foi o rival. Aos 35min, Ronaldo tocou para Iarley, mas a bola passou e encontrou Bruno César. O meia chutou forte e Deola fez grande defesa. Marcos Assunção teve nova chance em bola para aos 40min, mas acertou a barreira.

Segurando o resultado

A atuação tímida do Palmeiras no primeiro tempo fez com que Felipão resolvesse mudar o time no intervalo. A equipe voltou com Valdivia e Patrik no lugar de Lincoln e Luiz Felipe. E quem ameaçou nos primeiros minutos foi o Corinthians, em chute cruzado de Iarley que passou perto da trave esquerda de Deola.

Marcos Assunção era quem ameaçava o gol corintiano, tanto na bola parada quanto em cruzamentos. O meio-campista cobrou falta aos 10min, e viu Júlio César defender. O Corinthians parou de jogar, e o Palmeiras usava chutes de longe para buscar o empate. O time alvinegro só voltou a criar perigo aos 17min, em falta de Chicão que passou próximo ao gol de Deola.

Como o Corinthians apostava no contra-ataque, o time alviverde ficou mais no ataque, e o Júlio César voltou a se destacar. Primeiro ele defendeu cabeçada de Luan aos 23min. Cinco minutos depois, o goleiro fez uma linda defesa em cobrança de falta de Marcos Assunção que buscava o ângulo.

Os contragolpes do Corinthians não funcionavam, mas a equipe não dava espaços ao Palmeiras atacar. O time passou a tocar a bola no campo de ataque, buscando gastar o tempo que ainda restava. Nos minutos finais, o clássico teve seu ânimo esquentado, quando Ronaldo arriscou uma jogada de efeito e Edinho acertou entrada em Jucilei.

Fonte: Terra, www.terra.com.br