Nadal quebra jejum contra Djokovic, leva o octa em Mônaco

Nadal quebra jejum contra Djokovic, leva o octa em Mônaco

A vitória põe fim a dois recentes tabus: o número dois do mundo não vencia Djokovic desde 2010 e não conquistava um título fazia dez meses.

Rafael Nadal é realmente o rei do saibro de Mônaco. Neste domingo, o espanhol mostrou que continua imbatível em Monte Carlo e venceu o sérvio Novak Djokovic com facilidade por 2 sets a 0 (6-3, 6-1), acabando com uma série negativa de sete derrotas consecutivas em finais para o líder do ranking e conquistou seu oitavo título do Masters 1000 de Monte Carlo.

A vitória põe fim a dois recentes tabus: o número dois do mundo não vencia Djokovic desde 2010 e não conquistava um título fazia dez meses. A última conquista de Nadal foi em junho do ano passado, quando levantou o troféu de Roland Garros pela sexta vez na carreira e ainda liderava o ranking da ATP.

Djokovic, por sua vez, segue sem colocar o título do Masters 1000 de Monte Carlo em seu currículo. Essa foi a segunda decisão em Mônaco e assim como em 2009, perdeu para Nadal e ficou com o vice-campeonato.

O encontro em Mônaco foi a segunda partida entre Nadal e Djokovic em 2012. Porém, o jogo deste domingo foi bem diferente da memorável final do Aberto da Austrália protagonizada pelos dois. Diferente do equílibrio da decisão no Grand Slam, o encontro deste domingo teve um Nadal superior em todos os momentos. O espanhol entrou confiante em quebrar o jejum contra o rival e conquistar sua 42ª vitória seguida em Monte Carlo.

Com duas quebras no 1º set, Nadal conseguiu impor seu jogo, não deu chances para Djoko ameaçar o seu serviço e fechou a primeira parcial em 6 a 3, em 43 minutos de jogo.

Djokovic parecia incomodado com os próprios erros e balançava a cabeça cada vez que não conseguia executar uma jogada com o planejado. O sérvio, que durante a semana perdeu o avô, afirmou na sexta-feira que tem sofrido com os altos e baixos na partida devido ao drama familiar.

Na volta para o 2º set, Nadal começou arrasador, não deu chances para o sérvio e abriu 4 a 0 no placar. No game seguinte, Djokovic teve a sua primeira chance de quebrar o saque do rival no jogo e não desperdiçou, diminuindo a desvantagem para 4 a 1.

Porém, Nadal foi rápido na resposta e voltou a quebrar o saque de Djoko no game seguinte. Depois, o espanhol confirmou o saque contra um ?abatido? rival, que chegou a desistir do ponto no meio do game, e fechou a parcial em 6 a 1.

O título, o 33º de Nadal em torneios no saibro, coroa a grande campanha do espanhol em Mônaco. O número dois do mundo não perdeu nenhum set na campanha deste ano e aumentou sua incencibilidade no torneio do Principado (a última derrota de Nadal foi em 2003 quando perdeu para o argentino Guillermo Coria).

Fonte: UOL