"Não há lesão no tecido do cérebro de Massa", diz médico

O mesmo médico disse que não há risco de morte e que não houve lesões tão sérias

O médico Dino Altman, que acompanha a recuperação do brasileiro Felipe Massa, disse que o piloto da Ferrari não deve ter problemas na visão decorrentes do acidente sofrido no último sábado, no treino de classificação para o GP da Hungria de Fórmula 1.

O mesmo médico disse que não há risco de morte e que não houve lesões tão sérias, descartando qualquer problema no tecido do cérebro.

"O olho não está afetado. No osso que envolve o olho houve uma fratura, mas isso não deve trazer nenhum problema para a visão", disse, em entrevista à Rede Globo, o médico que chegou a Budapeste na manhã deste domingo junto à família do piloto.

Massa, que está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Militar de Budapeste, se recupera de uma cirurgia para retirada de fragmentos ósseos. O piloto da Ferrari também teve diagnosticadas concussão, fraturas no lado esquerdo da testa e na base do crânio.

Dino Altman ainda passou uma mensagem otimista em relação à recuperação do piloto, mas ressaltou que a situação é grave.

"O neurologista me contou que em relação ao exame de ontem houve uma melhora. E ele está reagindo de forma positiva. A situação toda é grave, mas as lesões não são sérias. Há um pouco de edema, mas não há lesão no tecido do cérebro", completou.

Acidente

Massa sofreu um violento acidente na segunda parte do treino de classificação para o GP da Hungria.

Imagens da televisão mostram que, antes da curva, um objeto semelhante a uma mola atinge o capacete do piloto - a peça seria do carro do também brasileiro Rubens Barrichello. Com o piloto desacordado, o carro não fez a curva e foi de encontro à proteção de pneus.

Depois da batida, o brasileiro ficou no cockpit sem se mexer por alguns minutos antes que duas ambulâncias aparecessem para ajudá-lo. Com o auxílio dos médicos de plantão, Massa foi retirado do carro e levado de ambulância para o centro médico do autódromo. Mais tarde, o brasileiro foi removido de helicóptero para o hospital, onde passou por cirurgia e foi sedado.

Fonte: Terra, www.terra.com.br