"Não sou mal educado", rebate Neymar após novas críticas de meia inglês

Atacante não quis entrar em polêmica com Barton, do Olympique, que chamou o brasileiro de superestimado após derrota para a Inglaterra



O atacante Neymar, como sempre, foi o mais aguardado por tietes e jornalistas no desembarque da seleção brasileira no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos. Com cara de sono, pouco antes das 8h da manhã, o craque foi cercado e questionado sobre as duras críticas do meia inglês Joey Barton, que joga no Olympique de Marselha, da França. O brasileiro deu uma leve cutucada no europeu, mas preferiu não entrar em discussão.

Após a derrota do Brasil por 2 a 1 para a Inglaterra, em que Neymar teve atuação bem abaixo do que costuma ter no Santos, Barton disparou sua metralhadora contra o atacante. Disse que ele era superestimado, não era "nada de mais", e não poderia andar na mesma rua de Messi e Cristiano Ronaldo. O inglês também falou que Neymar precisaria sair da "Liga da Floresta da Amazônia" para crescer no futebol. As críticas de Barton sobraram até para a dupla de zaga da seleção de seu país. Para ele, Cahill e Smalling não podem ser comparados a grandes defensores da história, como Baresi e Beckenbauer, o que agrava ainda mais o mau desempenho de Neymar. O jovem garantiu não ter se incomodado.

- Não menosprezo ninguém, ficar falando mal de outro jogador é uma coisa que não gosto de fazer. Fui educado assim, não sou mal educado com ninguém. Só faço meu trabalho, só quero ajudar a seleção brasileira. Quem tem boca fala o que quer - afirmou o atleta, cercado por dois seguranças, garotas e senhoras que gritavam para pedir uma foto com o astro

Para o técnico Luiz Felipe Scolari, o principal culpado pelas farpas foi um jornal inglês, que noticiou em sua capa uma frase atribuída a Neymar, em que o brasileiro afirmava que apenas o atacante Wayne Rooney era capaz de desequilibrar uma partida a favor da Inglaterra. Segundo o técnico, a declaração, que não era verdadeira, fez com que outros ingleses tomassem as dores da equipe.

- Um jornal da Inglaterra colocou isso na capa, e não era verdade. E como eles não sabem a verdade, reagiram - disse o comandante, que também relatou a reação de Neymar à opinião de Barton.

- Depois que ganham fica mais fácil atirar pedra em qualquer um, é normal. Mas o Neymar está super escolado com isso, está dando risada dessas coisas.

Fonte: GloboEsporte.com