Náutico vence Corinthians e respira

Mesmo com a vitória salvadora, a missão do Náutico ainda é difícil

O Corinthians esteve perto de deixar Náutico à beira da Série B do Campeonato Brasileiro, neste sábado, mas no final quem comemorou foi o time pernambucano. Depois de abrir o placar e ver Ronaldo liderar uma virada alvinegra no Pacaembu, com um gol e uma assistência, a equipe alvirrubra foi para o ataque, fez 3 a 2 e manteve viva a sua chance de escapar do rebaixamento para a segunda divisão.

Mesmo com a vitória salvadora, a missão do Náutico ainda é difícil. Faltando duas rodadas para o fim do Brasileiro, o time soma 38 pontos e está a três do Botafogo, primeiro time fora da zona de rebaixamento e com um jogo a menos. Já o Corinthians, sem chances de título e já garantido na Libertadores do ano que vem, tem 49 pontos.

O jogo

Em um primeiro tempo equilibrado, o Náutico abriu o placar aos 38min: Patrick cruzou da direita, Escudero - de volta ao time após um longo tempo inativo, tratando de uma lesão - resvalou de cabeça e Bruno Mineiro cabeceou no canto direito de Rafael Santos, substituto de Felipe, poupado do confronto.

Veio o intervalo e, depois dele, brilhou a estrela de Ronaldo. O camisa 9 deixou tudo igual no placar aos 4min, de cabeça, após cruzamento de Jorge Henrique, e ainda deu uma assistência para Elias marcar o gol da virada corintiana, aos 25min, em cobrança de falta.

A essa altura, o Náutico já estava com um jogador a menos: Bruno Mineiro levou o cartão vermelho direto aos 17min, após cometer falta no próprio Elias. Mesmo assim, o time pernambucano foi para o ataque e empatou o confronto aos 39min, com Carlinhos Bala.

No lance mais polêmico do confronto, o Náutico virou para cima do Corinthians. Aos 46min, Ailton foi derrubado por Escudero e o árbitro marcou pênalti, com os alvinegros reclamando que a falta ocorreu fora da área. Na cobrança da penalidade, o mesmo Aliton - com paradinha - acertou o canto esquerdo de Rafael Santos: 3 a 2.

No próximo fim de semana, em Campinas, o Corinthians faz o clássico contra o Flamengo e terá a volta de titulares como Felipe, Dentinho e Defederico. Já o Náutico terá um importante duelo contra o Santo André, fora de casa, precisando da vitória para não ser rebaixado matematicamente à Série B.

Ficha técnica:

Gols

Corinthians: Ronaldo e Elias, aos 4min e aos 25min do 2º tempo

Náutico: Bruno Mineiro, aos 38min do 1º tempo, e Carlinhos Bala e Ailton, aos 39min e 47min do 2º tempo

Polêmicas

- No lance que decidiu o confronto, os jogadores do Corinthians alegaram que Ailton foi derrubado fora da área, mas o árbitro avaliou que o lance ocorreu dentro da grande área - Jogadores do Náutico reclamaram bastante da expulsão de Bruno Mineiro, alegando que o atacante escorregou e não teve a intenção de derrubar Elias

Lances bizarros

No início do segundo tempo, o argentino Escudero tentou dar uma bicicleta lançar a bola ao ataque, mas fez feio e ainda deixou ela limpa para o Náutico

Ponto Forte do Corinthians

Investidas de Ronaldo e avanços pelos lados do campo

Ponto Forte do Náutico

Contra-ataques e cruzamentos pelo lado direito do campo

Ponto Fraco do Corinthians

Falhas de marcação da zaga e atuação pouco inspirada de Edno

Ponto Fraco do Náutico

Liberdade dada a Ronaldo e seus companheiros de Corinthians

Personagem do jogo

Ailton, autor do gol da vitória do Náutico Esquema Tático Corinthians

4-4-2

Rafael Santos; Marcelinho (Dodô), Paulo André, Diego e Escudero; Edu (Souza), Elias, Boquita e Edno (Jadson); Jorge Henrique e Ronaldo. Técnico: Mano Menezes

Esquema Tático Náutico

4-4-2

Gledson; Patrick, Márcio, Asprilla (Michel) e Anderson Santana (Anderson Lessa); Rudnei, Nilson, Juliano (Vágner) e Ailton; Carlinhos Bala e Bruno Mineiro. Técnico: Geninho

Cartões Amarelos

Corinthians: Diego, Escudero e Ronaldo

Náutico: Juliano e Ailton

Cartões Vermelhos

Corinthians: -

Náutico: Bruno Mineiro

Árbitro

Alício Pena Júnior (MG)

Fonte: Terra, www.terra.com.br