Ney Franco difere de Mano e negocia a liberação de jogadores

Ney Franco difere de Mano e negocia a liberação de jogadores

Já o treinador campeão mundial sub-20 barganhou atletas sub-20 time a time para os Jogos mexicanos

As convocações de Mano Menezes são sucedidas de críticas dos clubes, que perdem seus principais jogadores para a seleção.

A convocação de Ney Franco para o Pan de Guadalajara foi precedida de negociação com os clubes para liberação de parte de seus elencos.

Mano já ouviu reclamação de outros técnicos e até críticas por suposto favorecimento ao Corinthians devido às suas listas. Ele nega.

Já o treinador campeão mundial sub-20 barganhou atletas sub-20 time a time para os Jogos mexicanos.

"Se pudesse levar a equipe campeã mundial, mais Lucas e Neymar, eu levaria", afirmou Ney Franco, por telefone, à Folha.

A lista inicial para o Pan --que aceita até jogadores sub-22-- tinha 60 nomes. O santista Neymar e o são-paulino Lucas, astros de suas equipes, não foram nem sequer cogitados nas negociações. Os jogadores que atuam no exterior (Dudu e Philippe Coutinho) também foram excluídos.

No fim, o clube com mais convocados foi o São Paulo, com três --o zagueiro Bruno Uvini, o lateral esquerdo Henrique Miranda e o atacante Henrique, eleito o melhor jogador do Mundial na Colômbia.



"Eu queria levar todos do São Paulo", diz Ney Franco, que negociou com dirigentes "mas o Adílson [Batista] sabia de tudo".

Na barganha, o São Paulo ficou com os campeões mundiais Casemiro e William José.

O Vasco não liberou o volante Allan; o Inter se negou a ceder o zagueiro Juan e o meia Oscar; o volante Fernando (Grêmio), o goleiro Gabriel (Cruzeiro), o atacante Negueba (Flamengo), o lateral Gabriel Silva (Palmeiras) e o lateral Danilo (Santos) também vão continuar atuando no Campeonato Brasileiro.

"Acompanho o campeonato. Sei os jogadores que estão sendo utilizados com frequência e poderiam prejudicar os clubes. Estamos vendo na prática, e tínhamos segundas opções", explica o treinador.

Dos 11 titulares da decisão do Mundial contra Portugal, apenas o capitão Bruno Univi e o destaque Henrique vão a Guadalajara.

"É uma oportunidade para novos", reflete o comandante, que tem em Misael, do Grêmio, o único da delegação que disputou o Mundial sub-17, em junho, na mesma Guadalajara onde o Brasil estreia no Pan dia 19, contra a Argentina também sub-20.

"O México é o favorito. É mais experiente [vai com a seleção sub-22 e disputou a Copa América com esse time], está melhor preparado e vai jogar em casa. Mas o Brasil luta pelo primeiro posto. O pensamento é ser campeão", concluiu Ney Franco.

VEJA A CONVOCAÇÃO

Goleiros:

Cesar - Flamengo

Douglas Pires - Cruzeiro

Zagueiros:

Bruno Uvini - São Paulo

Frauches - Flamengo

Romario - Internacional

Laterais:

Henrique Miranda - São Paulo

Madson - Bahia

Meias:

Cidinho - Botafogo

Djair - Coritiba

Felipe Anderson - Santos

Lucas Patinho - Fluminense

Lucas Zen - Botafogo

Misael - Grêmio

Atacantes:

Felipe Amorim - Goiás

Henrique - São Paulo

Leandro - Grêmio

Rafael - Bahia

Sebá - Cruzeiro

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br