Neymar bate palmas para árbitro e acaba expulso em jogo

Neymar bate palmas para árbitro e acaba expulso em jogo

Com novo "chilique", Neymar chega a 50 cartões no Santos

Craque, veloz, habilidoso, artilheiro, ousado e destemperado. Apesar de ser um dos principais jogadores do Campeonato Brasileiro, Neymar tem convivido com muitas advertências para um atacante. Com o vermelho recebido contra o Atlético-MG, na última quinta-feira, em Sete Lagoas, em partida válida pela 29ª rodada da competição nacional, o atacante chegou ao 50º cartão recebido em 147 partidas com a camisa do Santos na carreira.

Neymar foi expulso aos 39min do segundo tempo do confronto contra o Atlético por discutir com o árbitro após receber um cartão amarelo. Ele aplaudiu, cantou parabéns de maneira irônica ao juiz, que reprovou a atitude do camisa 11 santista, aplicando-lhe o cartão vermelho na sequência.

Esta foi a terceira expulsão da carreira do atacante, que soma 47 cartões amarelos recebidos em 147 jogos com a camisa do time paulista, sendo advertido com cartões em 34% das partidas que disputa com a equipe - se for considerado que atacante leva um cartão por jogo.

Além dos 50 recebidos pelo Santos, Neymar acumula ainda três amarelos com a camisa da Seleção Brasileira, com a qual jogou 22 partidas, sendo nove pelo time Sub-20 e 13 pelo principal.

Em 15 jogos disputados no Brasileiro 2011, além dos cinco gols marcados, Neymar acumula 26 faltas cometidas, que resultaram em seis cartões amarelos e um vermelho - obtido na última quinta-feira.

O destempero apresentado recentemente explica-se também pelo grande número de faltas sofridas pelo atleta. Somente neste Campeonato Brasileiro, em 15 jogos, Neymar recebeu 99 entradas consideradas faltosas pela arbitragem, o que concede ao jogador a média de uma falta cometida para cada 3,8 sofridas.

A partida contra o Atlético-MG foi a segunda em que Neymar recebeu mais faltas em toda a competição, com dez. O atacante só havia sofrido mais faltas no duelo contra o Coritiba, ocasião em que foi parado 11 vezes pelos adversários de maneira irregular.

Provocado ou não, Neymar tem seu comportarmento explosivo em campo reprovado pelo técnico Muricy Ramalho. Para o treinador santista, não importa se os árbitros erram ou se os adversários são violentos: o atacante tem de se acostumar e saber lidar com a situação.

"Conversei com o Neymar, disse que ele não pode fazer isso. Não importa os erros de arbitragem. Ele tem que se acostumar com isso, até chorou em frente aos jogadores. Ele tem que saber que vai ser caçado. O Neymar não pode perder a cabeça. Ele errou", disse Muricy após a partida contra o Atlético-MG na última quinta-feira-feira.

Fonte: Terra, www.terra.com.br