Neymar nega privilégio no Santos e diz ter saudades de Ganso

Neymar nega privilégio no Santos e diz ter saudades de Ganso

Meia santista chutou o balde na última terça-feira por não ter sido procurado para reajustar o salário.

Concentrado desde o fim de dezembro com a Seleção Brasileira sub-20 na Granja Comary, em Teresópolis, Neymar foi pego de surpresa quanto às declarações de Paulo Henrique Ganso, que chutou o balde na última terça-feira. Em tom irônico, o meia santista cobrou a diretoria por não ter sido procurado desde que se machucou para reajustar o seu salário. O atacante, no entanto, negou que tenha um tratamento diferenciado do outro craque alvinegro.

- Acho que é a mesma coisa, é tranquilo, não tem diferença nenhuma - resumiu.

A relação entre ambos é de forte amizade, cultivada principalmente no ano de 2010, quando dividiram espaço até na Seleção principal após um primeiro semestre perfeito no Santos. Não à toa Neymar, dois anos e meio mais novo, brincou com o longo período que está afastado do camisa 10.

- Sou muito amigo do Ganso, sempre falo com ele. Mas já estou com saudades. Falei até no último jogo que faria um gol em sua homenagem e fiz, então estou dedicando para ele - disse.

Em agosto, o Chelsea, da Inglaterra, chegou com tudo para tirar Neymar da Vila Belmiro. Os ingleses estavam dispostos até a depositar a multa de ? 30 milhões (R$ 67,5 milhões). O Santos, porém, conseguiu convencer o garoto a permanecer, oferecendo um plano de carreira com direito a contratos de marketing, diversos cursos, tratamentos com fonoaudióloga, um assessor de imagem e um contrato até o fim de 2015 com multa de ? 45 milhões (R$ 101 milhões).

O atacante passou a ganhar mais dinheiro, mas não viu o Peixe extrapolar seu teto salarial. O pagamento é feito em parceria com investidores, e o clube segue pagando seu máximo, R$ 160 mil, valor que o jogador já recebe. O restante vem via parceiros e ações de marketing. Além disso, Neymar ganhará aumento cada vez que uma meta estabelecida for cumprida: convocação para a Seleção, artilharia, títulos.

Ganso, que recebe atualmente R$ 130 mil, talvez não cobre tudo isso, mas sente que merece mais pelos serviços prestados ao Santos. Depois da bronca e do interesse do Inter de Milão, da Itália, a diretoria parece ter entendido o alerta. A conferir os próximos capítulos.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com