Neymar pode voltar ao país em 2014 valendo mais que C. Ronaldo

Neymar pode voltar ao país em 2014 valendo mais que C. Ronaldo

O camisa 10 do Brasil pode chegar na Copa de 2014 como o segundo jogador mais caro do mundo

Um craque superfaturado. Só de vestir a camisa do Barcelona e confirmar o investimento com belas atuações pela seleção brasileira, Neymar subiu a ladeira da valorização. O camisa 10 do Brasil pode chegar na Copa de 2014 como o segundo jogador mais caro do mundo, alcançando o patamar de R$ 300 milhões e deixando para trás o astro Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, aos 28 anos avaliado em R$ 270 milhões.

Segundo previsões de analistas do mercado, em quatro anos a joia pode se tornar o jogador mais caro do mundo e superar o argentino Messi, que vale R$ 700 milhões.

? Em um cenário positivo pode passar de 100 milhões de euros em 2014. Provavelmente se tornará o jogador mais valioso do mundo. Na idade dele não tem ninguém nesse patamar. O Cristiano Ronaldo começa a perder valor esse ano. O Messi em uns dois anos. O Neymar vai continuar subindo. ? avalia Fernando Ferreira, diretor da Pluri Consultoria.

Contratado pelo Barcelona por R$ 159,8 milhões pelos próximos cinco anos, Neymar tem multa rescisória na casa dos R$ 500 milhões. Com apenas 21 anos, o brasileiro precisa provar a cada dia que vale o show. O eventual título da Copa das Confederações muda pouca coisa. Só confirma a expectativa. O desafio será chegar no futebol espanhol e se tornar um ídolo mundial, transcendendo as fronteiras pelo Barcelona. Uma boa participação em competições como a Liga dos Campeões é imprescindível para alçar o jogador ao status de Messi. Mas em campo é preciso muito mais.

? Ele foi transformado em ídolo antes de jogar. Vai participar da pré-temporada do Barcelona na Ásia, o que vai gerar impacto na marca dele, que ainda não é tão conhecida. Ele tem potencial, mas depende do desempenho. Se tiver uma boa adaptação ao tipo de marcação, estilo de jogo, tem chance de estar no patamar dos grandes ? enxerga Amir Somoggi, consultor em marketing esportivo.

Neymar acostumou quem o assiste jogar futebol a desfrutar do melhor. É isso que o faz tão valioso. Além dos dribles, porém, a obediência tática tem chamado a atenção e deixando otimista quem olha para o futuro do jogador no Barcelona. Responsável por lançar o craque nos profissionais do Santos, o técnico Wagner Mancini lembra que o atacante sempre teve obediência tática.

? Desde novinho foi um cara disciplinado. Agora está um grau mais elevado. A gente percebe que, mesmo quando ele vai para o outro lado do campo, o direito, ele cumpre a função do cara que deveria estar ali. Está mais maduro técnica e emocionalmente ? avalia o treinador.

De uma posição mais isenta, o técnico Jorginho, que assistiu ao último jogo de Neymar pelo Santos, contra o Flamengo, vê o atacante mais participativo e não apenas esperando a bola no pé.

? Está saindo mais, se desmarcando, porque ficava exposto, não querendo apenas fazer a jogada individual. Toca e recebe, se lança, como no gol do Fred em lançamento do Paulinho. Vai crescer muito na Europa. No Barcelona todo mundo participa. Depois que ele tomou a decisão parece que tirou um peso ? opina o treinador.

Os números na Copa das Confederações não deixam mentir. Eleito três vezes o melhor em campo, Neymar foi o atacante que mais chutou a gol até aqui, dez vezes. Ele tem três gols, dois a menos que Fernando Torres, da Espanha. Nota-se também um Neymar mais marcador, mesmo que com excesso de faltas, 14 no total. Ao avaliar a final de hoje de forma serena, Neymar comentou também o seu momento de maior confiança diante da torcida.

? O futebol é maravilhoso por isso. Na quarta-feira você joga mal e é o pior jogador do mundo. Depois, no domingo, se você faz uma grande partida, é novamente o melhor.

No caso de Neymar, todo dia tem que ser domingo.

Fonte: Extra