Neymar revê Palmeiras, ex-time do coração e principal carrasco

Neymar reencontra o Palmeiras, seu antigo time do coração e, hoje, principal carrasco

O clássico entre Palmeiras e Santos neste sábado, às 18h30, no Pacaembu, vai realçar uma relação de amor e sofrimento. O principal jogador de um dos times já foi um apaixonado torcedor do outro. Mas o antigo amor de Neymar pelo Palmeiras se transformou em decepção desde que o jovem se tornou atleta profissional: entre os rivais do Santos, o time alviverde é sua principal pedra no sapato, aquele contra o qual ele nunca consegue brilhar.


Neymar revê Palmeiras, ex-time do coração e principal carrasco em SP

Dos nove jogos que fez contra o Palmeiras desde 2009, ano em que se profissionalizou, Neymar venceu apenas dois, justamente os primeiros. Depois disso, só derrota ou empate, um tabu que já se estende há quatro anos.

Uma das derrotas mais sentidas por ele aconteceu no dia de seu aniversário deste ano, durante o Campeonato Paulista. O atacante até marcou um gol, mas não evitou que o Santos caísse por 2 a 1 em Presidente Prudente e consolidasse a condição de freguês palmeirense.

Apesar de ser a principal arma santista, Neymar não merece atenção especial dos jogadores do Palmeiras. Pelo menos, é isso que eles tentam fazer transparecer no discurso. ?Sozinho, ninguém resolve nada. Temos de estar atentos também aos jogadores que chegam de trás, que podem surpreender?, disse o volante Correa, que pode ser escalado na lateral direita e ser o marcador principal do santista.

No inicio da temporada passada, uma foto de Neymar com a camisa do Palmeiras vazou nas redes sociais. A foto divulgada em uma das comunidades do Palmeiras no Orkut, mostrava o atacante com a camisa alviverde e com um calção do Santos, assim como seu colega de time que vestia uma camisa do Corinthians.

?Eu tenho uma foto com a camisa do Ronaldo também, até te mando para publicar depois. Vocês só pensam em polêmica?, respondeu Neymar quando foi questionado sobre o assunto na época.

Segundo pessoas próximas ao jogador, o camisa 11 era torcedor do Palmeiras na infância, mas trocou de time quando começou a jogar com mais frequência nas categorias de base do Santos.

Ele foi influenciado pelo pai, Neymar da Silva Santos, que também era torcedor do Palmeiras, mas ?virou a casaca? após o sucesso do filho na Vila Belmiro.

Então funcionário da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) em Santos, Neymar pai levava o garoto a jogos entre empregados, quando ambos trajavam uniforme do Palmeiras. A amigos, o jogador afirma não torcer mais pelo clube alviverde e destaca sua admiração pelo Santos.

Fonte: UOL