Neymar rouba a cena de Ronaldo, e Santos bate o Corinthians

Com a vitória de 2 a 1, o Santos aumentou a sua vantagem na liderança do Campeonato Paulista

Em um jogo polêmico, com dois corintianos expulsos, o atacante Neymar voltou a brilhar neste domingo ao comandar a vitória do Santos por 2 a 1 em cima do Corinthians, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Paulista.

A tarde, no entanto, teve um início preocupante para a estrela santista. Neymar perdeu um pênalti logo aos 6min, mas se recuperou ao abrir o placar ainda no primeiro tempo. O atacante ainda deu o passe para André marcar o segundo santista e provocou confusão ao dar um chapéu com o jogo parado em Chicão.

O Corinthians diminuiu com Dentinho, mas teve a reação interrompida por duas expulsões. Moacir, por falta violenta, e Roberto Carlos, por ter supostamente cavado um pênalti. Sobraram reclamações corintianas, também por duas supostas faltas dentro da área de Dentinho e por falta de critério nos cartões.

Os santistas, que não contaram com Robinho, liberado para a Seleção Brasileira, também pediram a expulsão de corintianos. Mas acabaram comemorando a vitória diante do time principal do Corinthians, que teve um Ronaldo apagado em campo.

Com a vitória, o Santos aumentou a sua vantagem na liderança do Campeonato Paulista. Soma agora 28 pontos, contra 24 do segundo colocado Santo André. O Corinthians tem 29 e deixou o grupo dos quatro primeiros colocados.

Os dois times voltam a campo nesta quinta-feira. No Pacaembu, o Corinthians enfrenta o Botafogo de Ribeirão Preto, e em Jundiaí o Santos encara o Paulista.

Antes mesmo de um minuto, um lance já deixou os ânimos acirrados na Vila Belmiro. Ronaldo foi atingido por Paulo Henrique e caiu no gramado, urrando de dor. A imagem impressionou, mas o atacante levantou depois do atendimento e voltou para campo.

O Santos encurralou o Corinthians e perdeu a primeira oportunidade aos 3min, quando Paulo Henrique Ganso deixou Neymar na cara do gol e o atacante foi barrado por Felipe. No lance seguinte, Ganso deu novo passe, desta vez para Marquinhos, derrubado por Roberto Carlos na área.

Depois de muita cera por parte do santista, Neymar foi para a cobrança e chutou à meia altura, à direita de Felipe. O goleiro corintiano acertou o canto e manteve a igualdade no placar.

O lance esfriou a empolgação santista e o jogo ficou equilibrado. E em uma jogada digna de aplausos, aos 25min, os corintianos gritaram o primeiro "uh" na Vila Belmiro. Ronaldo recebeu na entrada da área e de primeira lançou Dentinho. O atacante dominou e, em uma virada acrobática, exigiu defesa à queima-roupa de Felipe.

Quando o Santos voltou ao ataque, Neymar se redimiu. Recebeu passe de Marquinhos na grande área, protegeu de Alessandro, virou e chutou à direita de Felipe. Comemorou batendo no peito e dizendo um palavrão para dizer que é um grande jogador.

Os corintianos deixaram o campo reclamando da arbitragem, que teria invertido faltas e favorecido os donos da casa. No segundo tempo, Dentinho reclamou de pênaltis de Pará e Germano e a partida pegou foto.

Apesar da pressão corintiana, foi o Santos quem marcou o segundo, aos 14min. Marquinhos lançou Neymar, que dominou pelo lado direito e rolou para André ampliar. Neymar causou discórdia ainda ao dar um chapéu em Chicão com a bola parada. O zagueiro corintiano foi tirar satisfação e recebeu amarelo.

O jogo continuou quente e o Corinthians diminuiu. Aos 23min, Ronaldo entrou na área pela esquerda, cruzou, Dentinho desvia e a bola bateu à trave. O atacante pegou o rebote e chutou para o gol vazio.

Dois minutos mais tarde, mais polêmica. Moacir recebeu o segundo cartão amarelo em falta em Marquinhos e foi expulso. Com um a menos, o Corinthians manteve a pressão e aumentou a reclamação em cima da arbitragem aos 28min, quando Roberto Carlos caiu na área em disputa com Roberto Brum e pediu pênalti. Acabou expulso.

Mesmo com dois a menos, o Corinthians teve a chance de empatar aos 40min do segundo tempo. Sozinho, sem goleiro, na pequena área, Tcheco conseguiu cabecear a bola no travessão para desespero dos corintianos na Vila Belmiro.



Fonte: Terra, www.terra.com.br