Neymar se despede e chora em partida sem gols contra o Flamengo pelo Campeonato Brasileiro

Neymar se despede e chora em partida sem gols contra o Flamengo pelo Campeonato Brasileiro

A partida foi válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

A última partida de Neymar com a camisa do Santos não foi como a trajetória do atacante na equipe paulista. Neste domingo, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, o time do técnico Muricy Ramalho empatou por 0 a 0 com o Flamengo, sendo que os cariocas foram superiores durante a maior parte do jogo. A partida foi válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

A partida serviu como evento teste para a arena, que receberá o jogo entre Brasil e Japão, a abertura da Copa das Confederações - e viu queda de energia por volta dos 30min do primeiro tempo que não interferiu com o jogo. Entretanto, o foco em campo era mesmo para o adeus de Neymar, enquanto nas arquibancadas a torcida flamenguista era maioria e provocava o jovem astro.

O atacante sucumbiu à emoção logo durante a execução do Hino Nacional, que foi interpretado pela cantora Ellen Oléria. O jogador chorou bastante, mas deixou de lado o tom comovente assim que o jogo começou.

O primeiro tempo do adeus de Neymar viu pouco do futebol do jogador. O Flamengo era amplamente superior e só não conseguia abrir o placar por conta de boas intervenções da defesa paulista e por falta de pontaria. Aos 11min, Rafinha teve excelente chance ao desviar de primeira um cruzamento pela direita, mas viu Rafael fazer defesa espetacular.

Enquanto isso, Neymar pouco recebia a bola. O atacante teve chance aos 17min, mas chutou de longe por cima do travessão. Mais tarde, aos 30min, contou com cobrança de falta, mas preferiu alçar na área em vez de um chute direto e viu a defesa rubro-negra afastar. Do outro lado, o Flamengo teve grande chance para marcar aos 42min, quando Gabriel recebeu livre na área, mas o meia demorou para chutar e foi travado pela marcação.

Na saída para o intervalo, Neymar evitou lembrar da despedida e manteve o foco no jogo. "Quando o jogo começa, acaba esquecendo de tudo. Está difícil, mas acho que vamos conquistar a vitória. A emoção é muito grande, mas é só no fim do jogo. Quero vencer, quero ganhar", disse o atacante ao Sportv.

O jogo manteve panorama parecido com o reinício da partida. O Flamengo, que agora contava com Marcelo Moreno, seguia melhor, enquanto Neymar pouco conseguia participar. Aos 17min, o camisa 11 teve chance em cobrança de falta na intermediária, mas chutou longe e foi provocado pela torcida rubro-negra.

Observando o Flamengo seguir superior e criando grandes chances de gol, Muricy Ramalho promoveu a estreia do garoto Gabriel, o Gabigol, de apenas 16 anos. A situação pouco mudou para o Santos, que só não viu o gol ser vazado porque Carlos Eduardo perdeu excelente chance aos 35min.

Ficha técnica

SANTOS 0 x 0 FLAMENGO

SANTOS: Rafael, Galhardo (Patito Rodriguez), Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Renê Júnior, Cícero e Montillo (Felipe Anderson); Neymar e Henrique (Gabigol)

Treinador: Muricy Ramalho

FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Renato Santos, González e Ramon; Luiz Antônio (Carlos Eduardo), Elias, Renato Abreu e Gabriel (Paulinho); Rafinha e Hernane (Marcelo Moreno)

Treinador: Jorginho

Cartões amarelos

SANTOS: Henrique

FLAMENGO: Luiz Antônio

Público

63.501 torcedores

Renda

R$ 6.948.710,00

Árbitro

Wilton Pereira Sampaio (GO)

Local

Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília (DF)

Fonte: Terra